Morre Goulart de Andrade, saiba tudo o que aconteceu,

GOULART DE ANDRADE ages-21

Morre Goulart de Andrade.
.

Morreu hoje (23), no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, o jornalista Luis Felipe Goulart de Andrade, aos 83 anos.

Ele tinha problemas no sistema cardiorrespiratório, que se agravaram nos últimos dias. Ele deixa a mulher, Margareth Bianchini, com quem viveu nos últimos 13 anos. Goulart deixa três filhos, três netos e uma bisneta.
A família ainda não tem informações de onde será o velório, mas Goulart tinha o desejo de ser cremado.

Nascido no Rio de Janeiro em 03 de abril de 1933, foi jornalista, publicitário, radialista, ator, diretor, diretor de Cinema e TV e empresário do setor de comunicação.

Atualmente, era contratado da TV Gazeta como apresentador do programa “Vem Comigo”, onde os alunos da Fundação Cásper Líbero tinham a missão de repaginar temas de reportagens de seu acervo para a linguagem atual.

A história do jornalismo na TV se mistura com a de Goulart, dono de um estilo próprio de fazer reportagens.

Ele trabalhou praticamente em todas as emissoras abertas, Globo, Band, SBT, Record (Record News) e Gazeta.

Fernando Meirelles e Marcelo Tas começaram na TV pelas mãos dele.

Um de seus mais famosos bordões era o “Vem Capeta”, apelido dado a um câmera que o seguia nas madrugadas adentro fazendo reportagens polêmicas.

Goulart tinha 83 anos de vida e 61 de profissão. Mais de meio século de atividade intensa e inquieta, que transformou a linguagem da TV com sua reportagem narrativa. No acervo pessoal, que hoje está na Sala Cinemateca, há mais de 12.000 horas de gravações do “Comando da madrugada”, marca que foi criada por ele na Rede Globo, no final da década de 1970 e que hoje é objeto de estudo dos alunos da Fundação Cásper Líbero.

De Jânio Quadros a Chico Buarque, é imensa a lista de personalisdades, nacionais e internacionais, entrevistadas por Goulart.

Conhecia Goulart e cruzei com ele em diversas ocasiões. Muito carinhoso com os colegas, sempre tinha causos e histórias para contar. Colecionador de cachaças quis me convencer, várias vezes, que uma boa cachaça pode ser tão nobre quanto um bom vinho…

Hoje é dia de “beber” o Goulart, como dizem no Nordeste. Um trago por esse grande colega e professor que se foi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s