Com desfecho da quinta temporada de “Prison Break”, Canal Fox alcança a liderança.


Prison Break chegou ao desfecho de sua quinta temporada, e trouxe a liderança de audiência à Fox.

Exibido no último dia 30 de maio, das 23h01 às 23h50, o canal marcou média de 1,15, número que deixou a Fox primeiro lugar, com uma audiência 47% maior que o segundo colocado.

Essa foi o melhor desempenho do canal desde 2014, 1,10, o que representa 120% maior que a média.

A série foi ainda a segunda mais vista da televisão por assinatura em 2017, perdendo apenas para “The Walking Dead”, que também é exibida pela Fox e Fox Premium.

A quinta temporada de “Prison Break” foi exibida simultaneamente com os Estados Unidos.

Vice presidente da Record joga indireta as concorrentes e defende a SIMBA.


EXCLUSIVO: Douglas Tavolaro vice-presidente de jornalismo, respondeu rapidamente a TV Tudo, através de E-MAIL, quando foi questionado pela sobre a baixa audiência da Record, na guerra contra as operadoras de TV:
– “Qualquer um que entende de matemática básica, sabe que se um produto sai de alguma praça, o outro vai ter elevação de audiência. Nos estamos fora da SKY e Claro por hora e estamos sofrendo na capital paulista, e vamos sofrer em outras capitais até resolver esse problema. Quem está marcando 30 hoje, com certeza não marcará o mesmo depois do alinhamento da SIMBA, e o fim dessa dificuldade com as operadoras que faltam”. 

.

No final complementou: – “Comemorar audiência agora em SP, sabendo que três das concorrentes não estão no páreo, é deprimente, e estamos com audiência em alta em outras praças, prova que a RecordTV mantém a qualidade”.

.

Gustavo Vidal – Coluna Alternativa

Canal Nickelodeon comemora liderança de suas séries na TV por assinatura.

Segundo dados consolidados, o grande destaque foi a série The Thundermans, que fala sobre o cotidiano de uma família de super-heróis que esconde seus poderes para tentar viver uma vida normal. 
No dia 7 de março, na faixa das 20 horas, o seriado infanto-juvenil alcançou o primeiro lugar do ranking geral da TV por assinatura com 3,4 pontos de audiência na TV paga, vencendo inclusive canais abertos como Band e RedeTV!. 
No mesmo dia, as séries Henry Danger (nas faixas das 19h, 20h30 e 23h30) e a clássica iCarly (às 22h e 22h30) também alcançaram a liderança e fizeram com que a Nickelodeon figurasse no topo da lista dos canais mais vistod da TV paga durante praticamente a noite inteira.
Antes, a série protagonizada por Miranda Cosgrove já havia chegado à liderança no dia 6, nas faixas das 22h30 e 23h, e conseguiu repetir o feito no dia 9 às 23h, no dia 10 às 22h30 e no dia 11 às 22h.
Henry Danger, por sua vez, também colocou a Nickelodeon na liderança no dia 9, às 23h30, no dia 10 no mesmo horário e no dia 11 nas faixas das 21h30 e 23h.
Os números são bastante importantes para a Nick na briga feroz de audiência dos canais infantis. Cartoon Network e Discovery Kids normalmente são os campeões de Ibope, com Gloob, Nickelodeon e Disney Channel ficando para trás. 
Atualmente, o Gloob tem dado mais trabalho para o canal infantil da Viacom. Com o desenho Miracolous – As Aventuras de Ladybug, a emissora infantil da Globosat tem conseguido ficar no Top 5 de canais mais vistas.

Diferença absurda! Ibope aponta que a Globo tem 28 pontos de audiência contra 42 da GfK.



A medição de audiência da TV brasileira enfrenta um período de turbulência desde a última quinta-feira (30), quando o sinal analógico de TV foi encerrado na Grande São Paulo.


Desde então os dados obtidos pela Kantar #Ibope e a empresa alemã #GfK –rivais na medição do ibope brasileiro– vêm apresentado discrepâncias em horários-chave, como o nobre, segundo informa o colunista Ricardo Feltrin, do portal “UOL”.


Na última quinta, às 22h37, a Globo estava registrando 28.2 pontos no Ibope e 42 no GfK. São 14 pontos de diferença, ou quase 33%.


Neste sábado (1º), às 20h37, por exemplo, pelo Ibope a Globo tinha 25,4 pontos com a exibição do “Jornal Nacional”, a RecordTV tinha 5,6 com o “Programa da Sabrina”; o SBT, 4,6 pontos com o “Esquadrão da Moda”. A Band, 1,1 com a novela “Ezel”; e a RedeTV!, 0,3 ponto com programação religiosa.


Mas no GfK a Globo marcava 5 pontos a mais –30,5–, a RecordTV registrava 6,1 pontos,, o SBT, 5,9; a Band, 2 pontos e a RedeTV, 0,4 ponto.


Na Grande SP, em ambas as medições o número de domicílios para cada ponto está em torno de 70 mil, com 3,3 habitantes em média.


Ainda é cedo para fazer afirmações definitivas, mas a diferença de dados incomoda todas as emissoras. Inclusive a Globo, que não é assinante na GfK.


Há quase dois anos medindo a audiência das emissoras de TV no Brasil, a GfK ainda não começou a divulgar seus números abertamente para a imprensa como o Ibope faz. Em maio de 2016, a empresa alegou que estava aguardando uma auditoria nos números para iniciar a divulgação, editoria esta que parece não ter fim.

TV paga brinca com telespectadores e exagera nas repetições

Não é de hoje que as TV por assinatura repetem atrações ao longo da programação, mas nos últimos tempos, nota-se que isso tomou proporções além do aceitável.
Ontem mesmo, o canal TLC exibiu duas vezes seguidas o mesmo episódio de Pesadelo na Cozinha e MasterChef Brasil.

Por que razão?

Não podiam ter jogado para mais adiante ou madrugada?
Canais de filmes e séries também não fogem à regra: compram pacotes recheados de produtos, mas chegam ao cúmulo inacreditável de exibir 3 vezes no mesmo dia. Absurdo.
Isso sem contar os longos intervalos comerciais, em TVs que pagamos nada barato para fugir justamente disso.
Existe pacotes de R$ 400,00 mensais em algumas operadoras, e no final, tem que aguentar repetições e infomerciais interminável.
É interessante observar, contudo, que as agências regulatórias ignoram completa e solenemente esse descaso das programadoras, mas adoram se meter no que nós podemos ou não assistir.
Seja com a Classificação Indicativa (que felizmente deixou de ser obrigatória no fim do ano passado), à criação de cotas para exibição de programas nacionais, que quiçá, poucos querem ver.
No final das contas, nós estamos a mercê das programadoras, e parece que não há nada para fazer além de sentar e chorar.
É o fim da picada.

Silvio Santos modifica “Primeiro Impacto” novamente. 

“Primeiro Impacto” perde duas horas e fica com apresentação solo de Marcão
O Primeiro Impacto perde duas de suas três horas de duração, e agora será apresentado somente por Marcão do Povo de 13h45 às 14h45. Já Dudu Camargo volta para a manhã, com o “SBT Notícias” na faixa das 7h às 8h30. 

Assim, Marcão assumirá pela primeira vez um programa solo desde que foi contratado pelo SBT, em fevereiro.

Com eliminação de Daniel e edição mais curta, BBB17 iguala recorde em audiência.

Ainda que com uma edição mais curta, transmitida das 22h21 às 22h52, o reality apresentado por Tiago Leifert igualou o recorde da temporada até aqui: 29 pontos e 43% de participação na Grande São Paulo. 

Cada ponto equivale a 70 mil lares ou 199 mil telespectadores. No Rio de Janeiro, o recorde também foi igualado, com 32 pontos de média e 51% de share. Cada ponto equivale a 44 mil casas ou 117 mil pessoas.