Liderança de Lula no Ibope e Datafolha, desmoraliza imprensa.

Liderança De Lula nas pesquisas escancara o descrédito da Globo e da justiça partidária.
.
Por Redação Click Política Em 22 ago, 2018

POR JOAQUIM DE CARVALHO DO DCM:

Este é o dado mais importante da pesquisa Dafafolha divulgada hoje: #Lula cresceu, mesmo estando preso e sem poder gravar vídeo, apenas se comunicando por cartas, como se fosse encarcerado da Idade Média.

Na pesquisa Datafolha divulgada no dia 10 de junho, ele tinha 30%, 9% a menos. Houve crescimento de fato, com variação fora da margem de erro, o que significa que ele atraiu novos eleitores.

Com os demais candidatos, isso não acontece. Jair Bolsonaro, por exemplo, tinha 17% em junho e agora tem 19%, uma variação dentro da margem de erro.

Os demais candidatos também patinam no índice de preferência que vêm registrando nas últimas consultas, apesar da alta exposição.

Além de participarem dos debates, eles são acompanhados por uma equipe da TV Globo em eventos de campanha.

A emissora fez um acordo com os partidos: os cinco primeiros colocados nas pesquisas aparecem todos os dias nos telejornais.

Lula tem um tratamento diferenciado: todos os dias, os apresentadores da Globo lembram que não podem cobrir seus eventos de campanha porque ele está preso, “condenado por corrupção e lavagem de dinheiro”.

Isso é repetido todos os dias, nos quatro telejornais de alcance nacional da emissora. E o que acontece? Lula cresce nas pesquisas.

Já conquistou praticamente metade dos eleitores. Imagine-se como estaria sua popularidade se pudesse se comunicar diretamente com os brasileiros.

É um fenômeno, não apenas pelo carisma — no caso atual, o carisma dele está na mente das pessoas.

Sua liderança nas pesquisas decorre da memória que o brasileiro tem do seu governo, com realizações que melhoraram a vida das pessoas, e do fracasso do programa implantado pelo governo que retirou Dilma do poder.

Em outras palavras, sua liderança é resultado da força dele próprio e do fracasso do golpe.

Não adianta a Globo jogar seus holofotes para ministros do Supremo, a procuradora Raquel Dodge, o TSE, Sergio Moro, TRF-4, seus comentaristas, todos dizendo a mesma coisa, pau no Lula.

Ele continuará crescendo.

Relacionadas
JUSTIÇA PARTIDÁRIA SE BORRA! Começa a baixaria contra o nome de Haddad; SAIBA!
22 ago, 2018
E AGORA BONNER? DATAFOLHA COLOCA LULA AINDA MAIS LÍDER: 39%
22 ago, 2018
DATAFOLHA: SE BARRAREM LULA, HADDAD PODE TER DE 31% A 49%
22 ago, 2018
Tudo indica que será barrado e não poderá disputar as eleições, em mais um ato de violência institucional, mas, com a força demonstrada até aqui, deve transferir votos para Fernando Haddad e Manuela D’Avila.

E por quê?

Porque Lula encarna a ideia do tempo presente, em que o combate à desigualdade social é a prioridade número 1, até para quem quer um mercado maior e, com isso, possa ganhar mais dinheiro.

O povo sabe e, por isso, ignora a campanha de guerra da mídia.

Já entende que a perseguição a Lula pode beneficiar uma pequena parte da sociedade, mas é ruim para o Brasil.

Enquanto isso, a Globo continuará divulgando a campanha dos demais candidatos que, a rigor, à exceção de Jair Bolsonaro, são todos nanicos — têm um dígito apenas.

Isso faz da cobertura das eleições pela mídia tradicional uma cobertura nanica.

Pode ser divertida, com as manifestações do Cabo Daciolo, mas todo mundo sabe que não é para valer.

O candidato que o metade do Brasil quer está trancado, resultado de uma condenação sem prova e descrição de conduta criminosa.

A seguirem nesta marcha, as instituições brasileiras serão as grandes derrotadas desse processo eleitoral.

Sairão nanicas como os candidatos que habilitam.

Em vez de nos representarem e assegurarem a paz, as instituições decidiram brigar com o Brasil, incorporando o espírito de Sergio Moro.

Tiveram uma vitória efêmera.

Mas não vão triunfar, e a imagem que ficará de seus representantes é a de Cármen Lúcia e Raquel Dogde balançando os quadris, de braços abertos, cantando:

“Não deixe o samba morrer…”

‘Vídeo Show’ fracassa e ex-repórter fala em ‘racismo’ em sua demissão.

Aline Prado, que ficou no programa entre 2015 e 2017, comentou as novas contratações e criticou a falta de diversidade na atração.
.
Aline Prado ficou no programa entre 2015 e 2017
Reprodução
A vida do “Vídeo Show” não anda nada fácil. A estreia do novo time da atração, recheado de ex-BBBs, peça pela falta de experiência e estilo jogral de apresentação.

Nem os milhões de seguidores que cada uma das novas apresentadoras têm nas redes sociais foi capaz de garantir uma boa audiência em

seus primeiros dias no ar. O programa ficou em segundo lugar no horário, atrás da RecordTV e quase perdeu também para o “Chaves” no SBT.

Para completar, a primeira e única negra a integrar o time de apresentadores/repórteres do Vídeo Show resolveu desabafar nas redes sociais.

Alinne Prado, que participou do programa entre os anos de 2015 e 2017, falou em ‘racismo’ ao comentar a sua demissão e denunciou a falta de diversidade da atração.

“Não é nada contra as meninas do Vídeo show. Inclusive as sigo e sou fã delas. É contra a colonização do nosso imaginário. Só podemos aparecer na TV se for em situação de subserviência e sofrimento. E sempre como cota. É contra acharmos que não existe racismo. Que tudo isso é mimimi. Enquanto os não negros cruzarem os braços e fecharem seus olhos para isso, continuaremos a ser amordaçados, chicoteados, invizibilizados e mortos. Precisamos de aliados nessa luta. Precisamos de você!”, escreveu Alinne no Instagram.

“Apesar de ser a primeira negra a sentar na bancada do programa, fui demitida sob a justificativa de que, apesar de gostarem muito do meu trabalho, precisavam de alguém mais ‘neutro’ (sic) do que eu. E como estavam passando por uma crise, eles precisavam enxugar o quadro de repórteres (que depois da minha saída aumentou). Nunca falei disso publicamente, mas me dói demais ver isso acontecer”, disse a ex-apresentadora da Globo em seu desabafo em que responde uma seguidora que comentou sobre a falta de diversidade no programa”, disse ela.

Verdade seja dita, não é de hoje que o “Vídeo Show” amarga derrotas para a RecordTV no horário, perdendo com uma certa frequência para a “Hora da Venenosa” no “Balanço Geral”.

No entanto, desta vez, a audiência despencou e a direção já pensa em mexer no programa de novo ou tirá-lo de vez do ar.

Autor Manoel Carlos trabalha nos roteiros de ‘Castelo de Areia’.

Minissérie, de 10 capítulos, ainda não tem previsão de estreia.

Longe da TV desde o fim de Em Família, Manoel Carlos está trabalhando no roteiro da minissérie Castelo de Areia.

O autor de novelas define o trabalho como tiro curto, por ter aproximadamente 10 capítulos.

Porém, a Teledramaturgia da Globo ainda não se manifestou quando o projeto vai ao ar. Recentemente, Maneco, como é chamado no meio artístico, foi fotografado ao lado de Glória Perez, que assumiu o cargo de supervisão de texto de séries.

Com informações de Flavio Ricco, do UOL.

Renata Sorrah pode ficar de fora da novela ‘O Sétimo Guardião’.

Globo quer um homem defendendo um papel de transexual.
.
Após desistir de ressuscitar a personagem Nazaré, o autor Aguinaldo Silva havia anunciado que escreveria outro papel para Renata Sorrah. Recentemente, o dramaturgo confessou um novo desejo: trazer a atriz no papel de um transexual.

De acordo com informações da jornalista Keila Jimenez, nos bastidores corre que o problema é que a direção da emissora, mais precisamente o manda-chuva da dramaturgia, Silvio de Abreu, não quer uma mulher como trans em O Sétimo Guardião e sim um homem. O personagem será do mal, uma grande aliada da vilã vivida por Lília Cabral no folhetim.

Segundo Cristina Padiglione, Aguinaldo tem se dedicado intensamente à produção dos capítulos. A novela já está em fase de pré-produção e escalação de elenco, sob a direção artística de Rogério Gomes. A estreia está marcada para o mês de novembro.

Foto mostra 1º encontro de João Vicente e elenco de ‘Espelho da Vida’.

Novela tem estreia prevista para setembro.

João Vicente de Castro, que dará vida a um dos vilões de Espelho da Vida, postou uma foto no Instagram ao lado de Vitoria Strada, que viverá a mocinha, e do diretor Pedro Vasconcellos.

A novela das seis, com assinatura de Elizabeth Jhin, tem estreia prevista para o mês de setembro, provavelmente no dia 25. A trama levará seus principais personagens a viajarem pelo tempo por meio de fundamentos religiosos e fantásticos.

No elenco da novela também estão confirmados: Irene Ravache, Reginaldo Farias, Emiliano Queiroz, Julia Lemmertz, Felipe Camargo, Ângelo Antônio, Vera Fischer, Bete Coelho e Suzana Faini.

Estupro, racismo e morte não chocam, mas um beijo sim. Parabéns a novela ‘O Outro Lado do Paraíso’

Não vislumbro um mundo melhor, so acreditamos.
.
Na novela ‘OOutroLadoDoParaiso’, teve criança vendo prostituta, bordel, pedofilia, assassinato, estupro, agressão física, suborno, corrupção, alcoolismo, racismo, homofobia, xenofobia, intolerância religiosa, humilhação, assédio sexual, roubo, esquartejamento, drogas, mentira, porte ilegal, sodomia, xingamento, desgraças e só no beijo entre dois homens, a “família tradicional” achou que ela poderia ser influenciada negativamente?

Hipocrisia de bosta, sociedade imbecil, fascismo barato; tantas coisas piores e nojentas sao exibidas até na sua vida pessoal, e tantos comentários homofóbicos, pra justificar uma vida limpida, que os preconceituosos nao tem.

Nao se preocupe com a demonstração de AMOR, porque esse sentimento vai sempre prevalecer a sua vontade. Ah! Não envolva Jesus e Deus, nessas suas previsões apocalípticas. Se ele nao voltou no holocaustro, nao vai ser por causa de uma novela da #Globo, escrita por um ateu, que ele vai retornar.

Acho que as divindades, tem mais o que fazer, do que ficar recolhendo preces de um bobao! Viva a sua vida, ela deve ter problemas demais, pra ter tempo de tecer comentários desse nível.

Gustavo Vidal – Coluna Alternativa