Os 32 anos desde estreia de “A Gata Comeu” – Sinopse, Audiência, Repercussão, Elenco…

Há 32 anos, estreou A GATA COMEU, que temos o prazer de rever no Viva. A novela está em sua reta final, e tenho algumas considerações. 

.

É uma trama infanto-juvenil, ou seja, sem compromisso com verossimilhança, por isso releva-se tanta viajada no roteiro, afinal, é quase uma história lúdica. 

.

Para mim, os melhores casais são Oscar-Ceição e Tetê-Gugu, me divirto muito! 

O pior casal é sem dúvida Edson-Lenita, insuportáveis, os dois, em todos os sentidos, desde o início. 

.

Ivete mudou completamente de perfil e personalidade, é outra personagem. 

Paula era muito melhor como antagonista, mas acho divertido ela e Tony. 

.

As crianças são ótimas, em especial Cuca e Adriana, duas gracinhas. Verinha sempre foi a mais fraca, mas reconheço que melhorou muito se comparada com o início. 

O romance entre Jô e Fabio não é isso tudo, a novela não se sustenta só com eles. Mas Torloni arrasa no papel.

 

TV Globo bomba com reclamações por causa de “A Força do Querer”; entenda o caso!

Glória Perez (Foto: Divulgação)

Os moradores de Belém, capital do Pará, não estão nada satisfeitos com a atual novela das 21h da Globo, ‘A Força do Querer’, da Glória Perez.

 

Os cidadãos não estão gostando nada de como a cidade está sendo retratada na trama, no núcleo protagonizado por Isis Valverde e Marco Pigossi, e que a Globo está trocando as bolas em relação as regiões.
Para eles, o sotaque usado é o nordestino, as expressões são erradas, e a música de Ritinha (Isis Valverde) não deveria ser forró. As reclamações foram tantas que chegaram aos ouvidos de Glória Perez.
Procurada pelo jornalista Fernando Oliveira, a Globo informa que a novela não se passa exatamente em Belém, mas na fictícia Parazinho. E a história é uma ficção sem compromisso de ser fiel com a realidade.
Vale dizer que a autora Glória Perez sempre retrata de forma bem distante da realidade suas tramas, principalmente em outros países. No entanto, com a novela 100% nacional, a história já é outra, pois fica mais fácil de notar essas incongruências.

Troféu Imprensa virou o prêmio “puxar saco” do SBT.

Reclamam do Faustão porque a Globo só usa o “Melhores Do Ano” pra puxar uma saco dos Globais. Eis aqui o “Trofeu Imprensa”, o premio babaçao ao Silvio e SBT. 

Celso melhor apresentador? Patrícia Abravanel revelação, Silvia Abrmelhores o que o que? 
Até o modo de votação é arcaico, dos tempos da TV Tupi, que os jurados tem medo de não votar no Silvio. Plácido Manaia Nunes criador do prêmio, deve estar rolando na cova, com esse show de besteirol que esse prêmio se tornou, um baralho de cartas marcadas. 

.

Gustavo Vidal – Coluna Alternativa 

Globo usa Band como marionete para atacar a SIMBA Content.

A Globo nem disfarça, e usa a como marionete Band para atacar a SIMBA. 
A nova empresa formada pela Record, SBT e RedeTV! intitulada Simba Content, tem atacado a SYK com frequência em seus telejornais, porque é a única operadora que não chegou num acordo. Ai a Band resolveu atacar a SIMBA em seu principal jornal no dia de hoje (7). 

As vezes a TV Globo usa a Band como marionetes para atacar seus inimigos comerciais. A platinada tem Sky 7% das ações da Sky, e so com base nisso sabemos que as negociações serão quase impassíveis. A emissora dos Saad sempre andou junta com os Marinho, e nos últimos anos achamos que tinham se desprendido dela, por nao ter mais os direitos de transmissão do futebol, mas estávamos enganados. 

 

Se algumas TVs recebem por seus sinais, porque a SIMBA não vai receber? Elas vão a guerra, porque a Net, Claro, VivoTV e outras menores já cederam as reivindicações e fecharam acordo com a nova coalizão. Juntas representam 24% da audiência da TV fechada, algum lucro então as operadoras de TV estão recebendo, sem dar retorno a elas. Agora vamos esperar para ver até onde essa briga vai, porque usar a Band – que recebe pelos seus canais – como arma, e se mascarar com isso é jogo baixo. 

.

Coluna Alternativa – Gustavo Vidal 

Diferença absurda! Ibope aponta que a Globo tem 28 pontos de audiência contra 42 da GfK.



A medição de audiência da TV brasileira enfrenta um período de turbulência desde a última quinta-feira (30), quando o sinal analógico de TV foi encerrado na Grande São Paulo.


Desde então os dados obtidos pela Kantar #Ibope e a empresa alemã #GfK –rivais na medição do ibope brasileiro– vêm apresentado discrepâncias em horários-chave, como o nobre, segundo informa o colunista Ricardo Feltrin, do portal “UOL”.


Na última quinta, às 22h37, a Globo estava registrando 28.2 pontos no Ibope e 42 no GfK. São 14 pontos de diferença, ou quase 33%.


Neste sábado (1º), às 20h37, por exemplo, pelo Ibope a Globo tinha 25,4 pontos com a exibição do “Jornal Nacional”, a RecordTV tinha 5,6 com o “Programa da Sabrina”; o SBT, 4,6 pontos com o “Esquadrão da Moda”. A Band, 1,1 com a novela “Ezel”; e a RedeTV!, 0,3 ponto com programação religiosa.


Mas no GfK a Globo marcava 5 pontos a mais –30,5–, a RecordTV registrava 6,1 pontos,, o SBT, 5,9; a Band, 2 pontos e a RedeTV, 0,4 ponto.


Na Grande SP, em ambas as medições o número de domicílios para cada ponto está em torno de 70 mil, com 3,3 habitantes em média.


Ainda é cedo para fazer afirmações definitivas, mas a diferença de dados incomoda todas as emissoras. Inclusive a Globo, que não é assinante na GfK.


Há quase dois anos medindo a audiência das emissoras de TV no Brasil, a GfK ainda não começou a divulgar seus números abertamente para a imprensa como o Ibope faz. Em maio de 2016, a empresa alegou que estava aguardando uma auditoria nos números para iniciar a divulgação, editoria esta que parece não ter fim.