Liderança de Lula no Ibope e Datafolha, desmoraliza imprensa.

Liderança De Lula nas pesquisas escancara o descrédito da Globo e da justiça partidária.
.
Por Redação Click Política Em 22 ago, 2018

POR JOAQUIM DE CARVALHO DO DCM:

Este é o dado mais importante da pesquisa Dafafolha divulgada hoje: #Lula cresceu, mesmo estando preso e sem poder gravar vídeo, apenas se comunicando por cartas, como se fosse encarcerado da Idade Média.

Na pesquisa Datafolha divulgada no dia 10 de junho, ele tinha 30%, 9% a menos. Houve crescimento de fato, com variação fora da margem de erro, o que significa que ele atraiu novos eleitores.

Com os demais candidatos, isso não acontece. Jair Bolsonaro, por exemplo, tinha 17% em junho e agora tem 19%, uma variação dentro da margem de erro.

Os demais candidatos também patinam no índice de preferência que vêm registrando nas últimas consultas, apesar da alta exposição.

Além de participarem dos debates, eles são acompanhados por uma equipe da TV Globo em eventos de campanha.

A emissora fez um acordo com os partidos: os cinco primeiros colocados nas pesquisas aparecem todos os dias nos telejornais.

Lula tem um tratamento diferenciado: todos os dias, os apresentadores da Globo lembram que não podem cobrir seus eventos de campanha porque ele está preso, “condenado por corrupção e lavagem de dinheiro”.

Isso é repetido todos os dias, nos quatro telejornais de alcance nacional da emissora. E o que acontece? Lula cresce nas pesquisas.

Já conquistou praticamente metade dos eleitores. Imagine-se como estaria sua popularidade se pudesse se comunicar diretamente com os brasileiros.

É um fenômeno, não apenas pelo carisma — no caso atual, o carisma dele está na mente das pessoas.

Sua liderança nas pesquisas decorre da memória que o brasileiro tem do seu governo, com realizações que melhoraram a vida das pessoas, e do fracasso do programa implantado pelo governo que retirou Dilma do poder.

Em outras palavras, sua liderança é resultado da força dele próprio e do fracasso do golpe.

Não adianta a Globo jogar seus holofotes para ministros do Supremo, a procuradora Raquel Dodge, o TSE, Sergio Moro, TRF-4, seus comentaristas, todos dizendo a mesma coisa, pau no Lula.

Ele continuará crescendo.

Relacionadas
JUSTIÇA PARTIDÁRIA SE BORRA! Começa a baixaria contra o nome de Haddad; SAIBA!
22 ago, 2018
E AGORA BONNER? DATAFOLHA COLOCA LULA AINDA MAIS LÍDER: 39%
22 ago, 2018
DATAFOLHA: SE BARRAREM LULA, HADDAD PODE TER DE 31% A 49%
22 ago, 2018
Tudo indica que será barrado e não poderá disputar as eleições, em mais um ato de violência institucional, mas, com a força demonstrada até aqui, deve transferir votos para Fernando Haddad e Manuela D’Avila.

E por quê?

Porque Lula encarna a ideia do tempo presente, em que o combate à desigualdade social é a prioridade número 1, até para quem quer um mercado maior e, com isso, possa ganhar mais dinheiro.

O povo sabe e, por isso, ignora a campanha de guerra da mídia.

Já entende que a perseguição a Lula pode beneficiar uma pequena parte da sociedade, mas é ruim para o Brasil.

Enquanto isso, a Globo continuará divulgando a campanha dos demais candidatos que, a rigor, à exceção de Jair Bolsonaro, são todos nanicos — têm um dígito apenas.

Isso faz da cobertura das eleições pela mídia tradicional uma cobertura nanica.

Pode ser divertida, com as manifestações do Cabo Daciolo, mas todo mundo sabe que não é para valer.

O candidato que o metade do Brasil quer está trancado, resultado de uma condenação sem prova e descrição de conduta criminosa.

A seguirem nesta marcha, as instituições brasileiras serão as grandes derrotadas desse processo eleitoral.

Sairão nanicas como os candidatos que habilitam.

Em vez de nos representarem e assegurarem a paz, as instituições decidiram brigar com o Brasil, incorporando o espírito de Sergio Moro.

Tiveram uma vitória efêmera.

Mas não vão triunfar, e a imagem que ficará de seus representantes é a de Cármen Lúcia e Raquel Dogde balançando os quadris, de braços abertos, cantando:

“Não deixe o samba morrer…”

Band e RedeTV! estão em pé de guerra por produto da ESPN.

Band fica de olho em “vacilo” da Rede TV! para tentar ter o Campeonato Inglês.
.
A RedeTV! tem até amanhã (20) para vender a primeira cota comercial para as transmissões das partidas do Campeonato Inglês. Caso isto não ocorra, a emissora perde a preferência do contrato de exibição, e a ESPN está liberada para negociar com alguma outra emissora interessada.

Gabriel Vaquer

TV Band decreta o fim das novelas turcas.

A Band havia se firmado como a transmissora de novelas turcas no Brasil, mas parece não estar mais tão satisfeita com o retorno das tramas. Desde o ano passado a direção da emissora paulista vem analisando o fim da faixa.
De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, o que corre dentro da emissora é que quando a exibição de Amor Proibido chegar ao fim, em julho, o horário será destinado para outro produto e a sequência de novelas turcas exibidas chegará ao fim.

Além de Amor Proibido, a Band já exibiu as novelas Mil e Uma Noites, Fatmagul e Sila. Uma outra ala da direção da Band defende o retorno das tramas brasileiras, relembrando a época em que a novela infantil Floribella fazia sucesso.

BAND AVALIA RETORNO DAS NOVELAS BRASILEIRAS

A emissora de Johnny Saad quer reativar a dramaturgia que está parada desde 2008 com a exibição da novela Água na Boca. Os baixos índices de audiência desanimaram a direção do canal, que optou por encerrar o departamento.
A ideia da Band é, inicialmente, exibir tramas já produzidas e exibidas em outros canais para só depois começar a gravar novas novelas. A Band já obteve êxito no passado com a exibição de Floribella, que teve duas temporadas entre 2005 e 2007. A novela infantil protagonizada por Juliana Silveira.

Estreias da Band fracassam e perdem ate 90% da audiência no horário

A programação 2018 da Band, idealizada pela nova diretoria artística, está tendo resultado inverso ao esperado, derrubando o Ibope do canal em até 90% com as novas atrações.

Os programas “Amaury Jr.”, “Melhor da Tarde” e “Superpoderosas” têm desempenho decepcionante com números abaixo da média-dia do canal. As mudanças foram as primeiras realizadas após a saída em dezembro do ano passado do diretor geral Diego Guebel, principal nome nos últimos sete anos na área de conteúdo e estratégia de programação da Band.

AMAURY JR.

Após 15 anos na RedeTV!, Amaury Jr. levou seu tradicional formato de entrevistas para as noites de sábado da Band, e atingiu nas últimas três semanas, uma média de 0,9 ponto de audiência no mercado de São Paulo, segundo o Ibope. Número pouco acima do que Amaury conquistava na RedeTV!, que girava em torno de 0,4 e 0,5.

Antes da mudança, a Band conquistava em torno de 1 ponto quando exibia no horário o “Show Business” e uma sessão de cinema de filmes antigos.

Além disso, após quase três meses da sua estreia, Amaury Jr. consolidou o quinto lugar na preferência dos telespectadores e não consegue vencer no Ibope seu antigo patrão na RedeTV!, Marcelo de Carvalho. O empresário comanda na mesma faixa o game show “O Ceú é o Limite”, que conquista médias em torno de 2 pontos, segundo a Kantar Ibope na Grande São Paulo.

MELHOR DA TARDE

No dia 1º de março, a emissora do Morumbi estreou o feminino “Melhor da Tarde”, apresentado por Cátia Fonseca, que assinou com a Band após comandar o “Mulheres, na TV Gazeta, por 15 anos.

De acordo com dados consolidados da Kantar Ibope SP, o vespertino atingiu nesta semana, entre os dias 9 e 12 de abril, a seguinte pontuação: 1,6 (segunda-feira), 1,2 (terça), 1,4 (quarta) e 1,2 (quinta).

Médias abaixo dos 3 pontos que a Band atingia antes da mudança da grade, com parte do esportivo “Os Donos da Bola”, onde agora está a primeira hora do “Melhor da Tarde”.

Por outro lado, em sua segunda parte, consegue ir pouco melhor na comparação com o que era exibido anteriormente das 15h às 16h: um infomercial que não passava de um ponto. No entanto, perde para Sonia Abrão com seu “A Tarde é Sua” na RedeTV! e para a TV Cultura.

Em busca de audiência, o programa de Cátia Fonseca tentar buscar a recuperação dos números com pautas assistencialistas e sobrenaturais, mas as mudanças ainda não se refletiram na aferição do Ibope de forma satisfatória e acabam descaracterizando a proposta inicial da atração.

SUPERPODEROSAS

Na última segunda-feira (09), estreou o novo projeto da jornalista Ana Paulo Padrão com a apresentadora Natália Leite: “Superpoderosas”.

A atração começou como o maior fiasco dentre todas as novidades apresentadas pela Band para 2018. Com ares de produção de TV paga, o novo matutino derrubou a audiência em mais de 90% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o canal exibia o desenho “Os Simpsons” e conquistava médias em torno de 1,1 ponto.

Confira os índices desta semana: 0,3 (segunda), 0,4 (terça), 0,1 (quarta) e 0,3 (quinta).

Todas as recentes mudanças na programação da Band foram estratégias traçadas pelo seu novo diretor artístico, Guilhermo Pendino, que assumiu o posto em janeiro, em conjunto com dois colaboradores do antigo diretor da área, Diego Guebel.

TV Catarina, afiliada da Band, entra em estado de falência e greve.

COMO TELESPECTADOR CATARINENSE, EU DIGO “SOCORRO”

Esse pedido de socorro vai pra Band!

Numa lista de três emissoras populares aqui do estado, a que todos achavam que ocuparia o terceiro lugar no Ibope era o “SBT”, afinal a emissora de Silvio Santos abandonou o jornalismo há anos. Mas é aí que entra a “TV Catarina”. Seguindo… o que o “SBT” não investe em SP ele investe em SC (em sc o “SBT” é uma afiliada). Nos últimos tempos a emissora local “SBT SC” vem alcançando a vice liderança deixando a “NSC” no chinelo. A rede manda pra SC chamadas com a locução padrão, artistas convidando a galera pra assiatir a programação e o jornalismo é usado como referência pras afiliadas. “O SBT SC” ganhou espaço no site oficial da emissora de SP, lugar onde somente FILIADAS tem lugar (nem mesmo a Rede Massa (“SBT PR”) tem esse espaço.)

Depois temos a “RICTV” (“afiliada da RecordTV”): a emissora tem parte de suas operações que pertencem ao “Grupo Record”, ou seja, tem sempre uma intervenção da “Record”.

Depois temos a “NSC” que desde sua estréia vem conseguindo uma regalia com a “Globo”

Por fim temos a “TV Catarina”, uma emissora que precisa urgentemente de uma intervenção da Band, porque senão tchau pra ela aqui no estado. A emissora chegou a zero pontos no Ibope, algo que nunca aconteceu quando a mesma se chamava “TVBV” e “Band #SC’. A emissora tirou do ar o “Jogo Aberto SC”, “Repórter Band” e “Brasil Urgente SC” deixando apenas o “Meio-Dia Catarina” e “Band Cidade” como espaço local.
.
#Band, a #TVCatarina está na UTI, socorro!

Informações Juninho Bento.

RedeTV! quer superar a Band em 2018.

RedeTV! quer alcançar a Band no decorrer deste ano em importantes mercados.
.
A disputa pelo quarto lugar no Ibope deve ficar acirrada.
.
A direção da RedeTV! quer manter os bons índices de alguns programas, como Documento Verdade, Operação de Risco e O Céu é o Limite. Essas atrações registram médias entre 2 e 3 pontos em São Paulo e superam a Band, concorrente direta da emissora do localizada em Alphaville (SP).

Segundo Flávio Ricco, os diretores já estão a postos, trabalhando, entre outras coisas, em um novo formato diário para o fim de noite, que deve pegar mais embalo depois do carnaval.

A intenção é alcançar a Band ainda no decorrer deste ano em importantes mercados do país. Hoje à noite, por exemplo, a Band estreará o talk-show Amaury Jr. A RedeTV! espera superar a estreia com o game show de Marcelo de Carvalho.

Partido quer Datena como candidato à presidência em 2018

O Partido Republicano Progressista (PRP) tem reunião marcada com José Luiz Datena para tentar lançá-lo como pré-candidato à Presidência da República.

Segundo informações do jornal “Estado de São Paulo”, o partido está bastante interessado em ter o apresentador do “Brasil Urgente”, como seu candidato nas eleições deste ano.

Cabe lembrar que Datena já é filiado ao PRP. Em conversa com o jornal, o comunicador afirmou ter ficado surpreso com a lembrança de seu nome pela legenda.

Ele confirmou que conversará sobre o assunto com o partido, mas que vai recusar o convite, deixando claro que “pretende continuar ajudando a sociedade como jornalista”.