TVT OFF: Juiz mata jogador e é esquartejado em partida no Maranhão

ESTADIO FUTEBOL

No último domingo (30), uma partida de futebol amador, no município de Pio XII, terminou com a morte de duas pessoas. O árbitro do jogo Otávio Jordão da Silva de Catanhede, de 20 anos, esfaqueou o jogador Josenir dos Santos Abreu, de 31 anos, após uma discussão, provocando na morte do atleta a caminho do hospital.

A discussão, que teria começado por causa da expulsão de Josenir, ainda resultou na invasão do campo por pessoas que assistiam ao jogo. Revoltados, amarraram Otávio, que foi agredido, apedrejado e depois esquartejado, com a cabeça sendo pendurada em uma estaca.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que o delegado Valter Costa, titular da 7ª Delegacia Regional de Santa Inês, teve acesso a imagens registradas por câmeras de celulares, que poderiam identificar os autores do segundo crime.

– Relatos de testemunhas já indicaram algumas pessoas que estavam no local na hora do fato. Vamos identificar e responsabilizar todos os envolvidos. Um crime nunca vai justificar o outro. Ações como essa não colaboram com a legalidade de um estado de direito -, comentou o delegado.

Suspeito confesa o crime
Luis Moraes de Sousa, de 27 anos, foi preso pela Polícia Civil de Santa Inês no município de Conceição do Lago Açu, a 33km do local onde ocorreu o crime. Segundo a polícia, Luís confessou ter iniciado o espancamento de Otávio, morto durante o jogo. O suspeito ainda confirmou a participação de mais duas pessoas: Francisco Edson Moares de Sousa, que teria esquartejado a vítima, e Josimar de Sousa, que teria participado do assassinato.

G1

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Curto

Ultimas Noticias TelexFree 09/07/2013: Justiça nega recurso e Telexfree continua proibida de operar

8d102-telexfree-noticias-na-internet-de-hoje-sabado-29-06-2013

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre negou nesta segunda-feira (8) o recurso de defesa da Ympactus Comercial Ltda. (Telexfree) e manteve a suspensão de todas as atividades da empresa. A empresa é acusada de praticar o crime de “pirâmide financeira”.

Com promessas de retorno expressivo em pouco tempo, os esquemas de pirâmide financeira são considerados ilegais porque só são vantajosos enquanto atraem novos investidores. Assim que os aplicadores param de entrar, o esquema não tem como cobrir os retornos prometidos e entra em colapso.

A Telexfree continua proibida de realizar novos cadastros de divulgadores, bem como está impedida de efetuar pagamentos aos divulgadores já cadastrados, até o julgamento final do caso, sob pena de multa diária de R$ 500 mil.

De acordo com o TJ do Acre, haveria “urgência em paralisar-se crescimento da rede, como forma de evitar-se seu esgotamento consequentes prejuízos que poderá causar a um sem número pessoas”.

Atuando no Brasil desde março de 2012, a Telexfree vende planos de minutos de telefonia de voz sobre protocolo de internet (VoIP na sigla em inglês), que permitem ligações ilimitadas para 41 países por US$ 49 mensais.

A empresa oferece dois tipos de contratos para divulgadores, um com ganho líquido de US$ 2.295,80 e outro com lucro de US$ 11.599. Além disso, o anunciante recebe US$ 20 a cada novo divulgador que conquistar para o primeiro plano e US$ 100 para o segundo.

Governo investiga atuação da empresa

A empresa também está sendo investigada pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), da Secretaria Nacional do Consumidor (MJ), que instaurou no final de junho um processo administrativo contra a empresa por indícios de formação de pirâmide financeira.

Caso seja confirmada a violação aos direitos e garantias previstos no Código de Defesa do Consumidor, a empresa poderá ser multada em mais de R$ 6 milhões.

Caso Telexfree: marketing multinível não é pirâmide financeira, diz especialista

SÃO PAULO – O caso da TelexFree, que está sendo investigada pelo Ministério da Justiça sob suspeita de pirâmide financeira, reacendeu a discussão sobre este tipo de “golpe” contra a economia popular.

De acordo com a advogada Sylvia Urquiza, especialista em Direito Penal Empresarial do escritório Urquiza, Pimentel e Fonti Advogados, o marketing multinível não configura crime e muitas empresas adotam essa estratégia de forma lícita e bem sucedida.

O conceito de marketing multinível é o da distribuição de produtos e serviços por meio da indicação de distribuidores independentes, que recebem um bônus por isso. No entanto, é preciso ficar atento quando existe uma pirâmide financeira disfarçada de Marketing Multinível.

“O limite entre o lícito e o ilícito é muito estreito e cada caso tem que ser analisado unicamente. A generalização do marketing multinível como conduta criminosa é perigosa. A pirâmide financeira criminosa, travestida de marketing multinível, é basicamente um modelo comercial não-sustentável, no qual o sucesso financeiro e a remuneração dos líderes dependem mais das taxas de adesão — que podem tomar forma, inclusive, de aquisição prévia de produto, pagamento por treinamento, entre outras — devidas pelos membros recrutados, do que da renda e comissão sobre as vendas dos produtos e serviços oferecidos ao consumidor final, que não participa da empresa”, explica Sylvia.

De acordo com ela, nos casos de pirâmide, as chances de a empresa falir em poucos anos é grande e a estimativa é de que mais de 85% dos integrantes tenham apenas prejuízos – os únicos que ganham são aqueles que estão nos níveis mais elevados da pirâmide, normalmente poucos. “Ao utilizar os produtos ou serviços oferecidos apenas como mote para receber o pagamento de adesão dos novos membros, a sustentabilidade do negócio praticamente se restringe ao recrutamento cada vez maior de novos integrantes, em uma escala exponencial e em um fluxo sem fim que logo se mostram inviáveis, exatamente como acontece nas pirâmides financeiras, dependentes exclusivamente da contribuição monetária de cada um dos participantes”, destaca a advogada.

Ela lembra ainda que na pirâmide financeira não há finalidade lícita de negócio, apenas a intenção de lucros elevados e rápidos, principalmente para os idealizadores da empresa. Para isso, é feito recrutamento enganoso de muitas pessoas, o que se caracteriza como conduta criminosa.

A advogada ressalta que Lei 1.521, que trata dos crimes contra a economia popular, prevê penas de seis meses a dois anos de detenção para práticas de obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos — ‘bola de neve’, ‘cadeias’ e quaisquer outros equivalentes.

“Os esquemas fraudulentos podem, ainda, configurar lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, delitos cujas penas são mais severas, chegando a 10 anos de reclusão e multa”, finaliza.

Uol

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Curto

Assista Brasil X Espanha Ao Vivo 30/06/2013, na Tela da Globo e Band

SELEÇÃO brasil

VEJA O JOGO AQUI,  ESCOLHA A MELHOR OPÇÃO!

 OPÇÃO 1

 OPÇÃO 2

Os fãs do futebol estão em êxtase. A decisão da Copa das Confederações reúne, no Maracanã, todos os elementos que fazem esse esporte ser o mais adorado do planeta. É o encontro do talento e da tática. Da magia e da aplicação. De quem criou o futebol arte contra o time que teve a ousadia de tentar revolucioná-lo.

O passe, contra o drible. A seleção do presente, contra a Seleção que carrega o peso de seu passado. Brasil e Espanha, no Maracanã. O jogo que o mundo esperava para ver.

Nos últimos 5 anos, os espanhóis pintaram de vermelho o futebol. Ganharam quase tudo. São duas Eurocopas, mundiais de categorias de base, uma Copa do Mundo. Falta a Copa das Confederações.

Eles revolucionaram o jeito de jogar fazendo o trivial: ficando com a bola nos pés. A cada dez minutos de jogo, a Espanha tem o domínio dela por até 7 minutos. Jogadores sempre um perto do outro. Passes curtos e rápidos. E tudo isso com extrema habilidade. Os baixinhos Xavi e Iniesta são os símbolos dessa revolução que ficou conhecida como ‘Tic-Tac’. Precisa como um os ponteiros de um relógio.

A Espanha é tão brilhante que conseguiu o que seria impossível há poucos anos. Numa final contra o Brasil, no Brasil, tirar o favoritismo dos anfitriões.

Mas em todo esse período de hegemonia os atuais campeões do mundo não enfrentaram a seleção brasileira. Cinco títulos mundiais.

Uma história escrita pelos pés de gênios. Não é fácil vestir essa camisa. Mas o que seria pressão em casa virou apoio. O jovem time de Felipão virou o jogo da desconfiança. E o que parecia improvável há poucos meses, agora é possível: vencer a Espanha.

É mais do que a final de um torneio de aquecimento para Copa do Mundo. Uma partida importantíssima pros dois lados. Há teste melhor para a seleção brasileira em ascensão? Para recuperar a condição de favorito em uma Copa em casa?

E para os espanhois? Há uma ocasião melhor de mostrar que são mesmo invencíveis, calando 78 mil pessoas?

Craques em campo. Os atuais campeões do mundo com a torcida contra. Um país anfitrião louco pra festejar. Num estádio que é um templo do futebol. Tudo perfeito. Cenário, personagens e um roteiro ainda a ser escrito.

Nem é Copa do Mundo. Mas uma pergunta pro Mundial começa a ser respondida no domingo. No duelo entre a seleção do presente contra a seleção do passado. Qual será a seleção do futuro?

.

Neymar marcou o primeiro gol da Copa das Confederações (Foto: Reuters/Reprodução: Globoesporte.com)

 

Neymar após marcar o primeiro gol da Copa das Confederações, no útlimo

sábado, dia 15 (Foto: Reuters)

Divulgação Rede Globo

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Curto

TVT OFF: Ex-Presidente Nelson Mandela morreu?

Mandela es

De acordo com o jornal THE GUARDIAN EXPRESS, Nelson Mandela (94) teria morrido nesta quarta-feira (26). O estado de saúde de Mandela agravava a cada hora e estava com uma infecção pulmonar e respirava por aparelhos. Entretanto, desde cedo a Voz do Brasil afirmava sobe a morte do mesmo.

Por outro lado, a informação não está confirmada nos principais sites do mundo, como a CNN/Break News, BBC, G1, dessa forma, fica ao ar se as informações são ou não verdadeiras. Por enquanto, é o que rola no twitter !

A última notícia – DO G1:

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 94 anos, continua hospitalizado em estado crítico, disse nesta terça-feira (25) sua neta Nddileka. “Está estacionário, sim, estacionário”, em estado crítico, disse ela à France Presse.

O governo sul-africano emitiu nota dizendo que seu estado está inalterado.A família de Mandela, hospitalizado em Pretória, esteve com ele nesta segunda, enquanto milhões de pessoas na África do Sul e em todo o mundo temiam sua morte.

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Curto

Globo treina seguranças para impedir que manifestantes quebrem equipamentos, e machuque equipe

Globo_novoslogang[1]

O clima está muito tenso na sede da Globo em São Paulo desde a semana passada, desde que a emissora se tornou alvo de protestos dos manifestantes pela redução da tarifa de ônibus e outras bandeiras.

De acordo com o jornalista Daniel Castro desde sexta-feira, a emissora está treinando intensivamente seus seguranças e bombeiros a lidar com uma eventual tentativa de invasão do prédio da emissora, no Brooklin. O número de seguranças foi reforçado.

A tensão aumentou na sexta à noite, quando houve uma manifestação em frente à emissora, e anteontem, quando milhares de estudantes se dirigiram até a ponte Octavio Frias de Oliveira (a ponte Estaiada), ao lado do prédio da Globo.

A emissora também adotou medidas para reduzir riscos a seus jornalistas.

Nas coberturas das manifestações para o Jornal Nacional, tem escalado repórteres homens e pouco conhecidos, como Tiago Scheuer, Renato Biazzi e Jean Raupp, de telejornais locais. Eles fazem rodízio. Para chamar menos atenção, alguns repórteres têm feito cobertura sozinhos, sem câmeras, captando imagens com celulares e tablets. Ou “disfarçados” de jornalistas “comuns”, usando microfones de lapela e câmeras modestas, sem logotipo da emissora.

Repórteres famosas só entram na cobertura fora dos momentos mais intensos das passeatas, em lugares supostamente seguros (como o Palácio dos Bandeirantes), na repercussão ou apenas como narradoras. As mulheres são preteridas porque chamam mais a atenção.

Dos repórteres mais conhecidos, apenas César Galvão, no helicóptero, e Fabio Turci têm participado da cobertura. A escalação de jornalistas praticamente desconhecidos reduz o risco de hostilização como as sofridas por Caco Barcellos, que mesmo assim produziu um Profissão Repórter sobre as manifestações.

A Globo vem até quebrando uma regra do JN: passou a exibir reportagens em que o repórter não faz “passagem”, aquele momento em que o jornalista aparece no vídeo, nas ruas. Nessas reportagens, os profissionais apenas relatam as informações, em off.

Por conta das manifestações, William Bonner deixou de apresentar o JN dos estádios da Copa das Confederações. Ontem, voltou para o estúdio.

A orientação na Globo, apesar das dificuldades, é não esconder nada e fazer a cobertura mais equilibrada e isenta possível, até porque as manifestações são notícia relevante e dão audiência.

As hostilizações a equipes da emissora em atos públicos vêm desde os anos 1980, por causa da tentativa de “esconder” o movimento pelas Diretas Já. Também não é novidade repórter cobrir manifestação com microfone sem o logotipo da emissora, como agora.

Ontem, a Globo ampliou o espaço às manifestações. Derrubou o último bloco da novela das seis e colocou no ar um plantão do JN de 33 minutos.

R7

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Curto

#SP18J: Deputados aprovam ‘passe livre’ para estudantes da rede pública do Espirito Santo

Já válida para a Grande Vitória, proposta foi aprovada para todo o estado.
PEC vai ser encaminhada ao governador, que decide promulgação.

Do G1 ES

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 6/2012, que estende a gratuidade do transporte público a estudantes das redes públicas estadual e federal, foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), nesta terça-feira (18). Já válida para estudantes da Grande Vitória, o passe livre agora é válido para estudantes de todo Espírito Santo. A PEC foi aprovada em segundo turno de votação, em seguida, a proposta vai ser enviada ao governador do estado, responsável pela regulamentação da lei.

Transporte público da Grande Vitória receberá reforço durante verão. (Foto: Divulgação/Ceturb-GV)
Ônibus do Sistema Transcol já têm gratuidade
(Foto: Divulgação/Ceturb-GV)

Em dezembro de 2012, a Ales aprovou o projeto que isentava estudantes de pagar passagem no sistema Transcol. Já em fevereiro de 2013, foi anunciado o cadastro gratuito no sistema para estudantes do ensino superior e técnico da rede pública da Grande Vitória, além dos inscritos nos programas “Nossa Bolsa”, “Universidade para Todos” (ProUni) e do “Fundo de Financiamento Estudantil” (Fies).

De acordo com o autor da nova PEC, o deputado Genivaldo Lievore, a extensão da gratuidade seria uma forma de corrigir a desigualdade de tratamento entre estudantes capixabas. Para receber o benefício, os interessados deverão comprovar insuficiência de renda familiar para a aquisição de passagens. Enviada ao governador do estado Renato Casagrande, a proposta não tem prazo estipulado para ser regulamentada pelo governador.

#SP18j: Manifestantes depredam e incendeiam carro da Record. E Caco Barcellos é hostilizado durante protesto em SP

DIVULGAÇÃO

Um carro da Rede Record foi depredado e incendiado por um grupo de manifestantes na noite desta terça-feira  18/06 durante o protesto contra as tarifas do transporte público, que ocorre na região central de São Paulo. As pessoas  que estavam no veículos fugiram do local após a abordagem violenta.

Os manifestantes também incendiaram uma base da Polícia Militar, na praça do Patriarca, e depredaram uma agência do banco Itaú. As grades de ferro que faziam o isolamento da prefeitura foram usadas nos atos de vandalismo.

Caco Barcellos, da Rede Globo, foi hostilizado e impedido de trabalhar por um grupo de aproximadamente 100 manifestantes que participavam da concetração ontem, segunda-feira 17/06 no Largo da Batata em São Paulo.

O jornalista  foi cercado por manifestantes que, de forma bem  agressiva, tentaram expulsar ele  da manifestação aos gritos de “manipulador” e  vários palavrões. Barcellos  ainda tentou argumentar:

“Só fui impedido de trabalhar pela ditadura e sob tortura”.

Entre os mais violentos estavam os militantes do Partido da Causa Operária (PCO):

“Eu sou o povo, eu decido quem pode participar”, gritava, Renato Santos, que se identificou como militante do PCO.

Mas, a grande maioria dos manifestantes condenou  o ato de agressividade, lembrando que  Caco Barcellos se notabiliza pela defesa dos direitos humanos e que chegou a sofrer ameaças de morte, por conta do livro Rota 66 , no qual denuncia execuções praticadas pela tropa de elite da Policia Militar de São Paulo.

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Curto