TSE registra 21 assassinatos de candidatos e pré-candidatos em 2016

Casos como o do assassinado do candidato à prefeitura de Itumbiara, em Goiás, aumentaram a preocupação da Justiça Eleitoral com a violência durante as eleições. Segundo o TSE, ocorreram outros 20 assassinatos de candidatos e pré-candidatos neste ano. O presidente do Tribunal, ministro Gilmar Mendes, cobrou atuação da Polícia Federal no esclarecimento desses crimes. E alguns estados terão, no domingo (2), a segurança reforçada.

Até agora, foi autorizado o envio de tropas federais para 14 estados. Seis deles, na região Norte:Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima e Tocantins. Cinco no Nordeste: Alagoas, Maranhão,Paraíba, Sergipe e Rio Grande do Norte. Dois no Centro-Oeste: Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. E no Sudeste, apenas o Rio de Janeiro. O estado com o maior número de cidades precisando de reforço na segurança para a eleição é o Rio Grande do Norte.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, falou sobre o esquema especial, que contará com 25 mil militares, e lembrou que no caso dos atentados recentes a candidatos, a investigação é da polícia. “O papel que nós desempenhamos, a pedido da Justiça Eleitoral, é um papel de assegurar, dar tranquilidade e segurança, diante de um processo de votação e apuração. E esses outros aspectos são policiais, merecem uma reflexão, sem sombra de dúvidas. Porque chamam a atenção e nos preocupam a todos. Agora, o nosso papel, ele é de fato assegurar votação e apuração”.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, disse que há uma preocupação com a possibilidade de envolvimento do crime organizado no sistema político, em especial no Rio de Janeiro. “Envolve sempre milícias, envolve o narcotráfico e alguns candidatos que estão associados ou que trazem uma outra preocupação, que é o crime organizado, participando do processo eleitoral. Isso, realmente, é algo delicado”, disse ele.

O número de estados e de cidades sob proteção das Forças Armadas nesse primeiro turno das eleições pode aumentar. Há cerca de 20 processos sendo analisados pelo TSE, que marcou para esta sexta-feira (30) uma sessão extraordinária para tratar desses pedidos e também de registros de candidaturas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s