Dilma vive o golpe de estado parlamentar brasileiro

image

GOLPE DE ESTADO PARLAMENTAR BRASILEIRO.
.
O que ainda nos restam fazer é ir para as ruas, intensificar as greves, passeatas, confrontos pacíficos com os golpistas, dispostos a lutar pelos nossos direitos que irão se perder, caso haja o impeachment. Sinceramente, uma nova eleição para se evitar um golpe de estado, seria o mesmo que se suicidar para evitar a morte.
.
Além do mais, isso ainda demonstraria que neste país não há mais clima para sustentar instituições autônomas e democráticas e preservar direitos sociais, e que qualquer governo de esquerda que se instale posteriormente, estará sujeito a ser deposto, se novamente desagradar a esse 1% da população endinheirada nacional. É bom saber que daqui para frente vai ser assim. Ou vencemos o golpe agora, ou seremos vencidos em todas as outras tentativas para implantar um governo de esquerda. Não nos enganemos quanto a isso. O que devemos fazer é continuar e intensificar os protestos, as mobilizações, as reivindicações das massas populares, as passeatas, conscientizando a todos para saírem às ruas em defesa de seus direitos, em defesa das conquistas sociais. É preciso sufocar, pela pressão e demanda populares nas ruas, este golpe. Será que alguém ainda acredita que os reacionários e golpistas irão respeitar um novo governo de esquerda, se acontecer nova eleição e Lula ganhar, por exemplo? Eles farão novamente a mesma coisa, o mesmo processo e o mesmo golpe.

Temos que vencê-los agora. Essa é nossa única chance de pôr fim ao golpe. E, se mesmo isso não sensibilizar os golpistas e seus adoradores e pudermos fazê-los desistir, é preciso deixar que seus defensores colham, e nós também, os frutos amargos das funestas consequências de suas escolhas, que advirão desta aventura irresponsável da direita ensandecida! Será preciso pagar para ver? É preciso perceber também, urgentemente, que a dignidade do povo brasileiro está sendo cassada dia a dia, por pessoas que não tem apreço ao ser humano, que não tem respeito à vida e a si mesmo, que não tem respeito por nossas famílias, nossas esposas, esposos, filhos, netos ou por nossas religiões. Essas classes abastadas se defendem e se atraem com a mesma facilidade com que se unem para baterem panelas, vestirem-se falsamente de verde e amarelo, pedirem o impeachment, mas que sabotam, roubam, sonegam, desviam, obstruem, matam e fazem negociatas em nosso nome com nosso dinheiro.
.
São esses os que se uniram para derrubarem uma mulher idônea, uma diva da democracia, sem que lhe seja imputado nenhum crime. Mais do que isso, unem-se para derrubarem os trabalhadores, os pobres, moradores de favelas e de periferias, os negros e para derrubar o Brasil democrático. Fazem isso para escaparem das condenações imputadas a todos eles (as). A bandeira dessa gente é outra, e sabemos bem qual. Essa bandeira não tem somente as cores verde e amarelo, tem também azul e uma águia. Por isso, se formos derrotados agora, teremos falhado em nossa luta.
.
Morreremos todos para sermos vivos, sobrevivendo a cada dia, como aconteceu no passado não muito distante. Ou damos tudo de nós agora, ou então retornaremos ao passado por décadas. O que escolhemos? É preciso pagar para ver? Fora isso, vemos a covardia, a falta de caráter, a falta de apreço aos fatos e o profundo desprezo e desamor pelo Brasil, dessa velha mídia fascista. Isso cada dia fica mais do que evidente neste novo golpe, que perpetram contra a democracia. Para eles, nada mais importa, a não ser arrancar brutalmente o PT do poder, a qualquer custo, por qualquer preço. Dane-se que Dilma Rousseff não tenha cometido crimes; dane-se o dantesco julgamento de domingo, quando o mundo inteiro pôde ver a classe de políticos que votaram contra ela; dane-se que se estejam cometendo uma injustiça. Nada disso importa, contanto que o PT seja humilhado, destruído, esquecido. É por isso que os jornais brasileiros, as revistas e a mídia golpista nacional, ocultam todo o tempo de seus simpatizantes e leitores, que Dilma é honesta, que ela está sendo derrubada do poder por um bando de políticos às voltas com a Justiça.
.
Em nenhum momento os editoriais dos três maiores jornais, e em especial, as redes de televisão, expressam as verdades dos fatos. Eles expressam apenas a opinião de seus donos, incapazes de ao menos se indignar com a realidade de que Dilma não é corrupta e que está sendo deposta por gente acusada de corrupção. Pelo contrário. A questão agora é fazer o impeachment o mais rápido possível, todos em uníssono. No entanto, é vergonhoso para todo brasileira e brasileiras decentes, perceber que, enquanto a imprensa brasileira age como comandante do golpe em curso, a imprensa estrangeira denuncia a farsa do impeachment de uma presidente que não cometeu crime de responsabilidade, condição sine qua non para tirá-la do cargo, de acordo com a Carta Magna do país. Diante do exposto, fica claro que a campanha do impeachment, que o governo descreveu corretamente como golpe, é na verdade um esforço da elite brasileira tradicional para obter por outros meios, não lícitos, aquilo que não conseguiram conquistar nas urnas e nas ruas, de forma lícita. Será uma atitude ingênua e irresponsável dos coxinhas, portanto, dizer que o golpe parlamentar que está em curso no Brasil vitimará apenas “petralhas”, “bolivarianos”, “comunistas”, “esquerdistas” ou os (as) mortadelas. A usurpação do poder pela direita, da maneira como se desenha, é um golpe também contra aqueles que se vestiram verde e amarelo, que foram às ruas, levaram a família, gritaram contra a corrupção e acreditaram que teriam um Brasil novo ou “o seu Brasil de volta”, conforme se escrevia nos diversos cartazes. O cidadão que foi às ruas, levando babás, pedindo a ditadura e a intervenção militar, falando impropérios contra a presidenta Dilma, não poderia imaginar que estaria cooperando para este novo quadro político desacreditado. Não poderia imaginar que, no final, os menos qualificados, mais sujos e sem voto popular chegaria ao poder. Qualquer cidadão ou cidadã consciente terá de aceitar que Michel Temer e Eduardo Cunha será um desastre no governo. Com um resultado desse nível, fica provado que as armas da direita é a alienação e preconceito impostos às massas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s