Sem 100% do PMDB para o impeachment oposição ameaçam deputados Pro-Dilma.

Temer-e-Cunha

Todos que tinham fé no processo do impeachment da presidente estão entrando num desespero, porque contavam que 100% do PMDB, e tinham como certo desembarcarem  do governo Dilma de mãos dadas, mas planos dão errado, não é? Três integrantes do partido base, não cederam as ameaças de expulsão, e nem saíram dos ministérios, o líder PMDB Picciani-RJ, fez uma das indicações mais importantes, no ‘Ministério da Saúde’ e nessa ala, não haverá mudanças.

Leia Também:

 

 

Mas alguns parlamentares que não embarcaram na caravana Cunha – aquele que tem contas no exterior e gastou 880 mil dólares em viagens no ano passado – e Temer – aquele que não aceita o processo de impeachment contra si, mas quer contra a Dilma –  estão sendo ameaçados, e constrangidos no ‘Palácio do Planalto’, para que mudem de ideia até a votação da ‘cassação’. Esta havendo ligações secretas, conversas de pé de orelha e muitas declarações à imprensa, para juntar cada voto contra o governo atual. Há um movimento dos aloprados no PSDB e DEM – os lideres do impeachment – que estão no ódio, pelo simples fato das contas não baterem. E o PMDB parte  oposição, berram no plenário, que esses traidores, não se reelegerão em eleições futuras.

No mais o placar fica assim, Dilma Rousseff precisa de 171 votos e a oposição de 342 de 512 deputados.

.

Gustavo Vidal – Coluna Alternativa – Blog TV  Tudo

Pesando a balança ao inverso,

tão mais pesada pra

“direita”…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s