Arquivos do Blog

“Salve Jorge”: Rosângela descobre que Lívia é a chefe da quadrilha

ro

Na luta para conseguir se destacar dentro da quadrilha, Rosângela vai conseguir um grande trunfo a seu favor: ela descobre que Lívia é a cabeça da quadrilha. Cansada de ser humilhada por Wanda, a garota de programa resolve ficar na cola da traficante para tentar descobrir seus segredos. Em uma ocasião, ela ouve a conversa da megera pelo celular, que usa a palavra “chefe” algumas vezes e anota um endereço, marcando um encontro com a pessoa do outro lado da linha.

Rosângela fica curiosa e percebe que pode ser a mentora do tráfico com quem Wanda vai se encontrar. Rosângela decide então ir ao local marcado pela traficante. Ao chegar, avista Wanda conversando com uma mulher num restaurante e resolve se aproximar.

Sem ser percebida pelas duas, Rosângela reconheceLívia, mas resolve ir embora, com a certeza ter uma grande carta na manga contra Wanda. A cena tem previsão de ir ao ar nos próximos capítulos de “Salve Jorge”.

 

IG

 

Salve Jorge: Morena pede para Érica cuidar da filha após escapar do atentado

morena-novela-salve jorge

Apaixonada por Théo (Rodrigo Lombardi), Lívia possui motivos de sobre para tirar a Morena do seu caminho.

Mas o que a vilã da novela “Salve Jorge” não esperava é que Morena conseguiria escapar ilesa do atentado. Barros (Marcelo Airoldi) é a pessoa que será atingida e, no meio de toda confusão, Morena consegue fugir, e se abriga na igreja de São Jorge.

Na igreja, Morena dá de cara com Érica (Flávia Alessandra) e no desespero de tentar proteger sua filha, Morena pede para Érica tomar conta da criança. A veterinária não perde a chance e pergunta se a menina é filha de Théo, mas Morena faz mistério: “Tive na Turquia. Não me pergunte mais nada.”

RBS

‘Salve Jorge’ Aisha é filha de Wanda

Ao que parece, o teste de DNA de Aisha (Dani Moreno) e Lurdinha (Bruna Marquezine) não vai dar positivo. Uma reviravolta vai acontecer nos próximos capítulos de ‘Salve Jorge’.

Helô (Giovanna Antonelli) descobrirá que a mãe da filha adotiva de Mustafá (Antonio Calloni) e Berna (Zezé Polessa) se chama Djanira Araújo.

Ricardo (Alexandre Barros) chega à polícia federal com os documentos originais de Aisha e os mostra à delegada, circulando o nome que é usado como uma das identidades de Wanda (Totia Meirelles).

‘Não! Não vai me dizer que… A Wanda… É mãe da Aisha?!’, diz Helô. ‘Pelo menos nos documentos… É!’, confirma Ricardo.

Nas cenas seguintes, Wanda irá ao encontro de uma fornecedora de bebês, que contará: ‘Andaram de novo fazendo pergunta ali no hospital, viu? Foi até bom você ter aparecido aqui’. E completa a informação: ‘Queriam confirmar que Djanira Araujo teve uma filha ali!’.

Tentando esclarecer o assunto para Aisha, Helô chama Mustafá para uma conversa, onde conta que a mãe da garota é Adalgisa. ‘Não é à toa que Berna protegeu tanto a identidade dessa mulher… Que não se chama Adalgisa também… O nome verdadeiro é Wanda!’.

Aisha fica encantada com a novidade, enquanto Mustafá e Berna se desesperam com a notícia de que a mãe de sua filha é uma bandida.

Para piorar a situação, Aisha descobre que a mãe biológica está presa por uma briga com um taxista e decide pagar sua fiança para que seja libertada.

Famosidades

CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Curto

Veja Resumo novela Salve Jorge 12/02/2013: Sexto sentido de mãe! Lucimar avisa a Helô que vai ficar no pé de Lívia

Lucimar conversa com Helô (Foto: Salve Jorge/ TV Globo)

Lucimar conversa com Helô (Foto: Salve Jorge/ TV Globo)

O santo de Lucimar (Dira Paes) não cruzou com o de Lívia (Claudia Raia). A diarista tem certeza de que a empresária está escondendo alguma informação sobre Morena (Nanda Costa).

Delegada aconselha a faxineira  (Foto: Salve Jorge/ TV Globo)

Delegada apoia a diarista (Salve Jorge/ TV Globo)

Nervosa, Lucimar procura Helô (Giovanna Antonelli) e conta do seu encontro com a bandida. “Dona Helô, faz alguma coisa, dona Helô! Obriga ela a falar!”, pede a mãe de Morena. Helô explica que não pode seguir apenas sua intuição, que a história de Lívia é coerente, mas não quer dizer que seja verdadeira. “Se a senhora não pode, eu como mãe posso seguir a minha intuição!”, afirma Lucimar. Helô dá a maior força para a doméstica.

Será que Lucimar vai conseguir arrancar a verdade de Lívia? Não perca a cena, que vai ao ar na terça-feira, 12 de fevereiro.

Divulgação  Rede Globo

Saiba Tudo Sobre a Nova Novela “Salve Jorge”

O processo de pacificação de uma das maiores favelas do Rio de Janeiro: o Complexo do Alemão. Esse é um dos principais cenários da nova novela das 21h da Rede Globo, “Salve Jorge”. O folhetim, escrito por Glória Perez e com direção de núcleo de Marcos Schechtman, estreia nesta segunda-feira (22), substituindo o sucesso “Avenida Brasil”.

A trama gira em torno de Morena (Nanda Costa), jovem criada no morro dominado pelo tráfico em um passado recente. De personalidade marcante e exibindo muita sensualidade, Morena é descrita como uma personagem guerreira, de bastante fé e que não tem medo de enfrentar os problemas do dia a dia.

É no Complexo do Alemão que Morena encontra Theo (Rodrigo Lombardi), integrante da cavalaria do Exército e devoto de São Jorge. Porém, o amor entre os dois não resolverá tudo na vida da garota, que passa por sérios problemas familiares. Além disso, a então namorada do rapaz, Érica (Flávia Alessandra), será um empecilho para ela.

Ao conhecer Lívia (Cláudia Raia), Morena acredita ter pela frente uma grande oportunidade de trabalhar no exterior. No entanto, o que ela não sabe é que a sofisticada mulher chefia uma rede internacional de tráfico de pessoas, que gera lucro de bilhões de dólares por ano, por meio de atividades relacionadas a sexo, trabalho doméstico e adoção ilegal.

Ficha técnica

Escrita por Glória Perez

Direção de Núcleo de Marcos Schechtman

Direção Geral de Marcos Schechtman e Fred Mayrink

Estreia: 22/10

Horário: 21h10

Antecessora: “Avenida Brasil”, de João Emanuel Carneiro

Elenco

Nanda Costa – Morena
Rodrigo Lombardi – Théo
Adriano Garib – Russo
Alexandre Nero – Stênio
Ana Beatriz Nogueira – Rachel
Anderson Müller – Murat
André Gonçalves – Miro
Antônia Frering – Deborah
Antônio Calloni – Mustafá
Betty Gofman – Sarila
Bruna Marquezine – Lurdinha
Caco Ciocler – Celso
Camila de Freitas – Carol
Carolina Dieckmann – Jéssica
Cissa Guimarães – Maitê
Clarisse Derzié Luz – Fatma
Cláudia Raia – Lívia
Cléo Pires – Bianca
Cristiana Oliveira – Yolanda
Cris Vianna – Julinha
Dani Moreno – Aisha
Dalton Vigh – Carlos
Dira Paes – Lucimar
Domingos Montagner – Zyah
Duda Nagle – Caíque
Duda Ribeiro – Adam
Elizângela – Esma
Ernani Moraes – Kemal
Eva Todor – Dália
Flávia Alessandra – Érica
Flávia Guedes – Salete
Fernanda Paes Leme – Márcia
Frederico Volkmann – Ekran
Francisco Carvalho – Seu Galdino
Giovanna Antonelli – Heloísa
Isaac Bardavid – Tartan
Ivan Mendes – Pepeu
Jandira Martini – Farid
Julia Mendes – Zoe
Karina Ferrari – Samantha
Kíria Malheiros – Raíssa
Laryssa Dias – Valeska
Leonardo Carvalho – Drago
Letícia Spiller – Antônia
Lisandra Souto – Amanda
Lucy Ramos – Sheila
Luis Felipe Lima – Júnior
Marcelo Airoldi – Barros
Mariana Rios – Drika
Monique Curi – Lena
Murilo Rosa – Élcio
Mussunzinho – Sidney
Nando Cunha – Pescoço
NarjaraTuretta – Buquê
Natália do Valle – Ada
Neuza Borges – Diva
Nicete Bruno – Leonor
Nívea Maria – Isaurinha
Odilon Wagner – Thompson
Oscar Magrini – Coronel Nunes
Otaviano Costa – Haroldo
Paloma Bernardi – Rosângela
Paula Pereira – Nilceia
Roberta Rodrigues – Vanubia
Rosi Campos – Cacilda
Sidney Sampaio – Ciro
Solange Badin – Delzuite
Stenio Garcia – Arturo
Suzana Faini – Áurea
Tânia Khallil – Ayla
Thammy Miranda – Joyce (Jô)
Tiago Abravanel – Demir
Totia Meirelles – Wanda
Vera Fischer – Irina
Walderez de Barros – Cyla
Walter Breda – Clóvis
Yanna Lavigne – Tamar
Zezé Polessa – Berna

Triângulo amoroso

As diferenças entre Théo e Morena atrapalharão a relação dos dois. Enquanto ele, como capitão do exército, é um homem regrado e que faz tudo de acordo com seus planejamentos, ela vive no improviso e pregando a liberdade. O jeitinho da moça encanta Théo, mas também é um desafio para ele.

Para piorar a situação dos dois, quando eles se conhecem, o capitão já mantém um relacionamento sério com Érica (Flávia Alessandra), sua companheira de trabalho. Ao contrário de Morena, Érica apresenta várias semelhanças com Théo, como a paixão pelos animais, a disciplina militar e generosidade. Outro ponto a favor de Érica é o apoio da sogra Áurea (Suzana Faini), que enxerga nela a mulher perfeita para o filho.

Porém, nem tudo conspira a favor desse romance. O capitão Élcio (Murilo Rosa) aproveitará o fato de o colega de trabalho estar dividido entre duas mulheres para atrapalhar ao máximo a vida dele.

Revista Veja: Glória Perez e o eterno retorno do exótico na TV

Mulher elegante e sem caráter

Cláudia Raia foi a escolhida por Glória Perez para viver a vilã Lívia, uma mulher chique e sofisticada, que usa sua inteligência para o crime. Na pele de uma agenciadora de talentos, ela passará boa parte do tempo fora do país. Por trás da bem sucedida carreira profissional, está seu verdadeiro caráter.

Ela usa sua profissão para chefiar o tráfico internacional de pessoas. Com ajuda de olheiros, ela conseguirá falsificações necessárias para bancar a viagem de suas vítimas, seduzidas com falsas promessas de excelentes empregos no exterior. Iludidas, várias garotas vão para fora do país e caem nas garras da quadrilha, que ainda conta com a participação da aliciadora Wanda (Totia Meireles), da gerente de boates Irina (Vera Fischer) e do chefe da segurança Russo (Adriano Garib).

Desavenças desde o passado

A protagonista Morena (Nanda Costa) consegue um emprego no escritório de Stenio (Alexandre Nero), Haroldo (Otaviano Costa) e Deborah (Antonia Frering). É lá que ela acabará envolvida nas armadilhas de Lívia (Cláudia Raia).

O proprietário do escritório, Stenio, é um profissional correto, competente e vaidoso. No passado, ele foi casado com Heloísa (Giovanna Antonelli), uma respeitada delegada. Os dois não fazem questão de esconder suas desavenças. No dia a dia, eles discordam em relação aos desmandos da filha Drika (Mariana Rios), que se envolveu com o inconsequente Pepeu (Ivan Mendes). Já no trabalho, a rivalidade do ex-casal é ainda mais forte. Enquanto Helô faz de tudo para prender suspeitos, Stenio sempre os defende e consegue soltá-los da prisão.

Helô comanda uma equipe competente e fiel, composta pelo detetive Barros (Marcelo Airoldi) e pela escrivã Jô (Thammy Miranda). Após passar no concurso para o cargo de delegada federal, caberá a ela investigar a misteriosa Lívia e descobrir todos os podres da quadrilha de tráfico humano.

Uma viagem pela Turquia

Além do Complexo do Alemão, a história de “Salve Jorge” também terá como cenário a Turquia, a terra do guerreiro São Jorge. Por lá, estiveram mais de 50 profissionais da TV Globo, que gravaram cenas durante 45 dias. Pontos turísticos de Capadócia, como o Vale do Amor e o Vale da Rosa, e da cosmopolita Istambul, como a Basílica de Santa Sofia e a Mesquita Azul, serão destaques das cenas rodadas em solo turco.

Na trama, a relação entre Brasil e Turquia começa quando, cansado das atitudes da filha Drika (Mariana Rios) e do noivo dela, Pepeu (Ivan Mendes), Stenio (Alexandre Nero) resolve mandar os dois para Istambul. O objetivo dele é que Pepeu aprenda com o amigo turco do advogado, Mustafá (Antônio Calloni), o valor do trabalho.

Mustafá é um homem rico. Ele é casado com Berna (Zezé Polessa) e pai adotivo de Aisha (Dani Moreno), garota que saiu do Brasil quando ainda era bebê. Na juventude, Aisha começa a questionar seus pais adotivos sobre seu passado. Com o tempo, ela irá trilhar os caminhos de sua origem e se surpreenderá com as descobertas.

O que era para ser uma lua de mel…

A Turquia não deixará boas lembranças para Stenio (Alexandre Nero). Ele resolve embarcar para o país na companhia de seu novo amor, Bianca (Cléo Pires). Lá, ela conhece Zyah (Domingos Montagner), um viúvo que trabalha como guia turístico. Rapidamente, ela se apaixona pelo turco. Porém, caso ela resolva assumir um relacionamento com ele, precisará abandonar seu estilo de vida e encerrar a sociedade com Maitê (Cissa Guimarães) em uma marca de joias.

Além das diferenças culturais, ela ainda precisará enfrentar a família de Zyah, que reside no vilarejo da Capadócia. Integram a tradicional família a avó Farid (Jandira Martini), o irmão Kemal (Ernani Moraes), a cunhada Esma (Elisângela), o sobrinho Demir (Tiago Abravanel) e o filho Ekran (Frederico Volkmann).

Outro empecilho para o romance é o retorno da geniosa Sarila (Betty Gofman) ao vilarejo. Acompanhada da filha Tamar (Yanna Lavigne) e da enteada Ayla (Tania Kallil), ela fará de tudo para casar as duas com os solteiros mais cobiçados do local: Zyah e Demir (Tiago Abravanel).

Ricos e com conflitos

Na mansão dos Flores Galvão, a matriarca Leonor (Nicete Bruno) se diverte com a ambição de seus enteados. Ela só conseguiu reuní-los após espalhar para todos que não está bem de saúde e prestes a morrer. Com exceção de Carlos (Dalton Vigh), que sempre a ajudou no gerenciamento das empresas da família, os demais nunca estiveram presentes, a não ser para torrarem o dinheiro dela. São os casos das enteadas Ada (Natália do Valle) e Rachel (Ana Beatriz Nogueira).

Status de riquezaApesar da riqueza, a vida de Carlos não é fácil. Ele precisa administrar as desavenças da atual esposa Amanda (Lisandra Souto) com a ex Yolanda (Cristiana Oliveira). Do primeiro casamento, nasceu Caíque (Duda Nagle). Já a relação com Amanda teve como fruto a filha Carol (Camila Freitas).

Status de riqueza

De bom coração, Leonor (Nicete Bruno) faz de tudo para ajudar sua melhor amiga, Isaurinha (Nívea Maria), um ex-rica que viu seu marido Arturo (Stenio Garcia) perder tudo em apostas na bolsa de valores. Mesmo sem grana, os dois não se conformam em levar uma vida simples e tentam a todo custo manter as aparências.

O filho Celso (Caco Ciocler) herdou o status dos pais. Ele se recusa a procurar um emprego estável, por não querer ser funcionário de alguém. Casado com Antônia (Letícia Spiller), uma ex-modelo, ele controlará a mulher. Disposta em voltar a trabalhar, Antônia resolve procurar a agenciadora Lívia (Cláudia Raia), que a lançou como modelo. A ingênua aproximação entre as duas causará estragos na vida de Antônia e de sua família.

Esperança de tempos melhores

A pacificação do Complexo do Alemão trouxe de volta a esperança aos habitantes do local. Alguns antigos moradores retornaram ao bairro. É o caso de Nilceia (Paula Pereira), tia de Morena (Nanda Costa), que trabalha como manicure e atende a domicílio.

Lá, também moram Sidney (Mussunzinho), que aproveita a efervescência do local para publicar as novidades nas mídias sociais, e o malandro Miro (André Gonçalves), que resolve inaugurar uma laje para receber os turistas. Enquanto isso, Diva (Neuza Borges) e Clóvis (Walter Breda) aproveitam o momento para ampliar o número de mesas e de quitutes no bar que dirigem.

Dupla premiada

Em “Salve Jorge”, a veterana novelista Glória Perez volta a apostar em artifícios que a consagraram na teledramaturgia nacional, como a inserção de elementos culturais de outras nações, além da promoção de campanhas sociais e educativas. Os costumes turcos e o crescimento do tráfico internacional de pessoas serão os assuntos em destaque.

A novelista iniciou sua carreira em 1983, quando atuou como colaboradora de Janete Clair em “Eu Prometo”. Desde então, escreveu vários sucessos como “Barriga de Aluguel” (1991), “O Clone” (2001), “América” (2005) e “Caminho das Índias” (2009), primeiro folhetim brasileiro a ganhar o prêmio Emmy Internacional de melhor telenovela.

Assim como “Caminho das Índias”, “Salve Jorge” contará com direção-geral e de núcleo de Marcos Schechtman.

Formado em Ciências Sociais e Filosofia, o diretor ingressou na TV na extinta Rede Manchete, onde esteve à frente de “Carmem” (1987), “Kananga do Japão” (1989) e “A História de Ana Raio e Zé Trovão” (1991). Já na Globo, fez parte da equipe de direção de novelas como “Corpo Dourado” (1998), “Laços de Família” (2000), “O Clone” (2001), “América” (2005) e, mais recentemente, “Araguaia” (2010).

Anote na agenda

“Salve Jorge” estreia nesta segunda (22), às 21h10, na TV Globo.

 

Fonte: Na Telinha

Revista Veja: Glória Perez e o eterno retorno do exótico na TV


Imagens bonitas de países exóticos? Confere. Romance açucarado? Confere. Um núcleo popular que vive em festa? Confere. E a dancinha que vira moda nas ruas? Também estará lá. Depois de uma novela repleta de surpresas e reviravoltas como Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro, o horário nobre da Globo vai ser tomado por elementos para lá de familiares ao espectador. E ainda mais à autora de Salve Jorge, novela que estreia nesta segunda na faixa das nove requentando aquilo que caracterizou tramas como O Clone (2001) e Caminho das Índias (2009) e vem marcando a carreira de Glória Perez. Mais do que suceder um fenômeno de popularidade como Avenida Brasil, ela terá pela frente o desafio de convencer com o mesmo repertório que vem usando nos últimos dez anos.

De modo geral, são quatro os elementos que estruturam as novelas de Glória Perez (confira no infográfico abaixo, onde você pode criar a sua própria novela). Além da ponte-aérea com um país longínquo, há sempre um tórrido romance criando conflitos, o choque com uma cultura distante (fornecedora de jargões e dancinhas) e o investimento no chamado merchandising social. Este, muitas vezes impregnado pelo pendor da autora para temas da área médico-científica – vide Barriga de Aluguel (1990), Explode Coração (1995) e O Clone (2001).

Ainda que possam se converter em obstáculo diante da agilidade e da renovação representadas por Avenida Brasil, as repetições são um trunfo de Glória, de acordo com Claudino Mayer, doutor em teledramaturgia e autor do livro Quem Matou… O Romance Policial na Telenovela (Annablume). Para ele, qualquer semelhança não é mera coincidência. “Glória Perez sabe quais são os padrões que garantem uma novela de sucesso. A reutilização dessa estrutura é uma tática para estabelecer empatia com o público e manter a audiência.”

Desta vez, o posto de país exótico a ser retratado ficou com a Turquia. Em O Clone, a posição foi ocupada por Marrocos e, em Caminho das Índias, pelo país de Gandhi. É em Istambul que vive a família do rico comerciante Mustafa, personagem de Antonio Calloni, um dos atores que, vem ano passa ano, aparecem fantasiados em um folhetim da autora. Da cultura turca, virá o bordão da vez – a aposta é em “Merhaba”, saudação que equivale a “Oi”. E, com grande potencial de virar praga, a dança do kavkaz, típica da antiga terra dos otomanos. A coreografia é praticada majoritariamente por homens e consiste em giros, muitos giros, palmas e saltos mortais.

A temática social será a do tráfico de pessoas, que de quebra desencadeará o conflito amoroso do folhetim. A mocinha Morena (Nanda Costa) vai ser ludibriada pela vilã Lívia (Cláudia Raia) com um convite para trabalhar na Europa. Além de separar a garota de seu amado, Theo (Rodrigo Lombardi), a armadilha ganhará tons de tragédia quando Morena for forçada a se prostituir. Uma cilada, Bino, diria o Pedro (Antonio Fagundes) do extinto seriado Carga Pesada.

O núcleo suburbano e alegre, que foi comandado por Dona Jura (Solange Couto) em O Clone, em Salve Jorge vai ter lugar no Complexo do Alemão. A favela pacificada em 2010 vai servir de cenário para o romance de Morena e Theo, capitão da cavalaria do Exército que participou da retirada do tráfico do local.

Público cativo – Apesar de reprisadas, as histórias contadas pela autora são inegavelmente populares. A média de audiência de suas últimas três novelas comprovam seu apelo junto ao público. O Clone (2001) registrou 47 pontos de média. Até América (2005), que foi considerada a sua incursão mais chocha na teledramaturgia, teve média de 49,4 pontos. Já numa época de baixa dos folhetins no ibope, Caminho das Índias (2009) chegou ao fim com 38,8 pontos de média.

A explicação para os altos índices de audiência de novelas que, a rigor, não trazem nada de novo está justamente no estilo peculiar que carregam. A espetacularização das produções costuma dividir opiniões. Há os que amam, os que odeiam e os que taxam de cafona, mas veem mesmo assim. A grandiosidade de Salve Jorge, que se verá na riqueza de detalhes dos cenários e dos figurinos, é comprovada pelo tamanho de seu elenco. Foram escalados mais de 80 atores. Em Avenida Brasil, por exemplo, atuaram cerca de 40.

“As novelas de Glória Perez são verdadeiras óperas populares. Seu estilo agiganta-se por uma questão artística”, diz o especialista em telenovelas Mauro Alencar, membro da Academia de Artes e Ciências da Televisão de Nova York e autor de A Hollywood Brasileira – Panorama da Telenovela no Brasil (Senac).

Salve Jorge, porém, pode ser a última novela de Glória Perez ambientada em países exóticos. Em um dos workshops sobre a cultura turca frequentados pelo elenco, a novelista revelou que a trama vai fechar a trilogia iniciada por O Clone e Caminho das Índias, essa última um sucesso comercial da Globo no exterior e que rendeu à emissora, em 2009, o Emmy de melhor telenovela. Se o voo por cenários distantes acabar, a próxima trama da autora deve se passar no Brasil. Ainda assim, não devem faltar bizarrices. Você duvida?

 

Reportagem da Veja

Glória Perez promete cena de abertura de “Salve Jorge” inédita em novelas

Novela Salve Jorge   Trilha Sonora

A autora Glória Perez, dona de sucessos como América, O Clone, Caminho das Índias entre outros, se prepara para entrar no ar nesta segunda dia 22 com sua nova novela, Salve Jorge, que terá a dura missão de substituir Avenida Brasil de João Emanuel Carreiro que é sucesso de audiência e repercussão sendo considerada a melhor novela dos últimos tempos.

Salve Jorge traz como protagonista uma atriz um pouco desconhecida pela público, Nanda Costa, que antes mesmo da novela estrear já vem recebendo muitas críticas, coisa que acho errado, ela pode surpreender muito e calar a boca de todos. A novela também vem forte em sua trilha sonora, com 2 músicas inéditas do rei Roberto Carlos, uma delas sendo funk. A novela contará com uma tema muito forte, o tráfico de pessoas e trazendo no papel de vilã a atriz Claudia Raia, que só pela poucas cenas já vimos que ela irá brilhar na tela.

Agora nesta quarta feira, a autora Glória Perez trouxe uma outra novidade sobre Salve Jorge, ela promete uma cena de abertura inédita em novelas. Confira:

A cena de abertura vcs nunca viram na Tv: Salve Jorge!—
Gloria Perez (@gloriafperez) October 17, 2012

A novela promete ser muito emocionante, ainda não me conquistou pelas chamadas, mais confesso que fiquei curioso por essa “cena de abertura inédita”. Confesso que não sou muito fã de novelas da Glória Perez, assisti apenas América, uma das melhores novela que já vi, as outras não me fascinaram nem um pouco, espero que Salve Jorge me surpreenda, do mais só tenho a desejar sucesso a autora que demostra amor no que faz, e é isso que importa.

Conheça a nova novela da Globo ‘Salve Jorge’

Logo+Salve+Jorge.jpg (1600×907)

Escrita por Glória Perez, com direção de núcleo de Marcos Schechtman e direção geral de Marcos Schechtman e Fred Mayrink, ‘Salve Jorge’ é a próxima novela das nove da Rede Globo e tem estreia prevista para 22 de outubro.

A protagonista, Morena (Nanda Costa), foi criada no morro dominado pelo tráfico, entre metralhadoras, fuzis e tiroteios. Filha de Lucimar (Dira Paes) e mãe de Júnior (Luiz Felipe Mello) aos 14 anos, amadureceu cedo. Tem personalidade, atitude, marra; a sensualidade livre da mulher do povo. Guerreira, encara seus “dragões” de frente, mantendo a capacidade de acreditar nos seus sonhos aliada à fé e à coragem para seguir o duro caminho que leva até eles.

É no cenário da pacificação do Complexo do Alemão que ela encontra Theo (Rodrigo Lombardi), oficial da cavalaria do Exército, devoto de São Jorge, como tantos brasileiros. Nem tudo, porém, se resolve quando acontece o amor. Pressionada por graves problemas familiares, Morena antevê uma grande oportunidade no convite de Lívia (Cláudia Raia) para trabalhar, por alguns meses apenas, fora do país. Só que atrás da aparência de mulher sofisticada e acima de qualquer suspeita, Lívia chefia uma rede internacional de tráfico de pessoas, crime que gera lucro de bilhões de dólares por ano.

A paixão de Morena e Theo, pontuada por tantos encontros e desencontros, na luta para escapar das garras da máfia do tráfico humano, constitui a espinha dorsal da história, e há de movimentar e gerar consequência em todos os núcleos e personagens que serão apresentados a seguir.

O tráfico de pessoas ainda é pouco conhecido da maioria da população, apesar de fazer tantas vítimas. Essa forma de escravidão, característica do século XXI, é a grande campanha social de ‘Salve Jorge’. “Há muitas vertentes deste comércio de indivíduos e vamos abordá-lo para três fins: sexo, trabalho doméstico e adoção ilegal. É uma campanha de esclarecimento, que vai contar com a participação mais do que especial de Carolina Dieckmann (Jéssica)”, explica Glória Perez.

Compõem ainda o grupo de jovens traficadas: Rosangela (Paloma Bernardi) e Waleska (Laryssa Dias), que vão sofrer e lutar, cada uma a seu modo, para escapar de tanta opressão.

Os universos da história

A saga de Morena (Nanda Costa) e Theo (Rodrigo Lombardi) terá como cenários o Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro pós-pacificação, e a Turquia, local de encontro entre Ocidente e Oriente. “A Turquia exerce um fascínio sobre todos nós. É um país formado por várias camadas históricas, orgulhoso de sua identidade multicultural”, diz o diretor de núcleo Marcos Schechtman.

Nessa nação pulsante, a brasileira Bianca (Cleo Pires) conhecerá o turco Zyah (Domingos Montagner), cogitando se dedicar a um homem pela primeira vez, apesar das grandes diferenças que os separam. Ela é cosmopolita, moderna e efervescente. Ele, rústico e forte como a Capadócia. Será que conseguirão viver um grande amor?

É por meio de tal atração avassaladora, dos núcleos compostos por aldeões do interior da Capadócia e dos comerciantes do lendário Grand Bazaar que o público poderá conhecer mais sobre a Turquia, terra de São Jorge.

Quando a princesa guerreira do Alemão encontra o cavaleiro protetor…

Há uma pergunta que sempre é feita no eclodir de uma paixão: por onde eles se atraíram?

Antes de mais nada, pode-se dizer que esse é um caso típico onde os opostos se atraem. Theo (Rodrigo Lombardi) é um Capitão do Exército. Ainda que pertença à categoria considerada mais liberal entre os militares – a cavalaria – é um homem que segue regras e só sabe viver de acordo com planejamentos. Ele precisa que tudo à sua volta esteja em ordem e perfeitamente hierarquizado.

Morena (Nanda Costa) é o inverso disso: tudo nela é improviso e liberdade.  Essas características desafiam Theo e o encantam.  Até mesmo o desamparo de sua situação social, o faz sentir-se forte e protetor.

Há eletricidade entre os dois. E um obstáculo sempre presente: a Tenente Érica, (Flávia Alessandra), namorada de Theo quando ele conhece Morena.

Quando o terceiro vértice do triângulo é a moça ideal…

Theo (Rodrigo Lombardi) e Érica (Flávia Alessandra) trabalham juntos, servindo no mesmo regimento da Cavalaria do Exército. Têm em comum a paixão pelos animais, a disciplina militar e o temperamento justo e generoso. São as afinidades que aproximam os dois.

Áurea (Suzana Faini), mãe de Theo, acha que finalmente, após tantos namoros sem importância, seu filho encontrou em Érica o par ideal. E assim teria sido, se a vida não implicasse também em acordes dissonantes.

Os desencontros do casal serão usados constantemente nas armações do Capitão Élcio (Murilo Rosa), antagonista de Theo e seu rival nas competições de hipismo.

Quando o mal se esconde atrás de uma elegante mulher…

Lívia (Claudia Raia), vilã da trama, é uma mulher sofisticada, estilosa e inteligente, acima de qualquer suspeita. Apresenta-se como agenciadora de talentos artísticos, com contatos preciosos no mundo da moda e do show business. Em função dessas atividades, costuma passar longas temporadas fora do Brasil.

Esse é o retrato oficial. O que fica na sombra é a atividade de agenciadora para tráfico de pessoas. Peça chave na engrenagem dessa nova modalidade de crime, contrata olheiros e providencia as falsificações necessárias para viabilizar a viagem das vítimas, que seduz com promessas de turnês esplendorosas e ofertas de empregos, muito bem pagos, no exterior.

As jovens embarcam acreditando que rapidamente terão dinheiro suficiente para mudar de vida e ajudar a família, mas caem nas garras de uma quadrilha competente, formada pela aliciadora e auxiliar direta, Wanda (Totia Meireles), a gerente de boates, Irina (Vera Fischer), e o chefe da segurança, o Russo (Adriano Garib).

Quando a delegada prende e o advogado solta…

É no escritório de Stenio (Alexandre Nero), Haroldo (Otaviano Costa) e Deborah (Antonia Frering) que Morena vai trabalhar como ajudante geral e trocar confidências com a secretária Lena (Monique Curi), antes de se envolver nas armadilhas de Lívia.

Stenio é um profissional de reconhecida competência. Vaidoso física e intelectualmente, está divorciado há tempos da respeitada delegada Heloisa (Giovanna Antonelli), ainda que, na opinião dos amigos, o casal não tenha conseguido se separar de verdade.

Estão sempre em desavença: na vida pessoal por causa dos desmandos da filha Drika (Mariana Rios), que encontrou um noivo mais inconsequente do que ela, Pepeu (Ivan Mendes); na vida profissional porque Stenio sempre defende e solta os suspeitos que a criteriosa delegada prende. E olha que não são poucos.

Dedicada, Helô (Giovanna Antonelli) tem também uma equipe fiel: o detetive Barros (Marcello Airoldi) e a oficial de cartório Joyce (Thammy Miranda), chamada de escrivã Jô. No decorrer da trama, fará ainda concurso para Delegada Federal e comandará a investigação sobre o tráfico humano, num jogo de gato e rato com a insidiosa Lívia.

Quando uma filha adotiva busca suas origens…

Pepeu (Ivan Mendes) e Drika (Mariana Rios) não param de se meter em encrencas. Por conta disso, Stenio (Alexandre Nero) envia o casal para Istambul, aproveitando que seu grande amigo turco Mustafa (Antonio Calloni) lhe ofereceu sociedade em uma loja. A intenção é que Pepeu aprenda o valor do trabalho, se afaste das más companhias e não o coloque em escândalos.

Mustafa é um homem rico e moderno, casado com Berna (Zezé Polessa) e pai adotivo de Aisha (Dani Moreno), que saiu do Brasil ainda bebê. Já criada, no entanto, a jovem começa a questionar os pais sobre seu processo de adoção e sonha conhecer sua família biológica. Ela irá trilhar o caminho de volta às suas origens e se surpreenderá muito nessa trajetória.

Quando uma moça diferente se apaixona por um turco tradicional…

Stenio (Alexandre Nero) é um conquistador inveterado e seu novo affair é a estilosa e independente Bianca (Cleo Pires). Juntos, vão à Turquia, e essa viagem, pensada para ser uma verdadeira lua de mel, acaba virando de ponta cabeça a vida dos dois, quando Bianca conhece Zyah (Domingos Montagner). Guia de turismo que os acompanha nos passeios, ele é um viúvo orgulhoso de suas tradições, com profunda ligação com os cavalos. Um homem capaz de misturar uma natureza rude com sensibilidade e cavalheirismo.

Se optar por Zyah, a jovem terá que abandonar todo um estilo de vida, e a sociedade em uma marca de jóias que fechou com Maitê (Cissa Guimarães) antes de sair do Brasil. Além da dificuldade de conciliar visões de mundo tão diferentes, precisará ainda enfrentar a grande família do turco, que habita um vilarejo da Capadócia e é composta pela avó Farid (Jandira Martini), o irmão Kemal (Ernani Moraes), a cunhada Esma (Elisângela), o sobrinho Demir (Tiago Abravanel) e o filho Ekran (Frederico Volkmann). Isso sem falar na geniosa Sarila (Betty Gofman), que voltando à aldeia depois de viúva, acompanhada da enteada Ayla (Tania Kalil) e da filha Tamar (Yanna Lavigne), tem a pretensão de casá-las com Demir (Tiago Abravanel) e Zyah, os solteiros mais cobiçados da aldeia.

Uma matriarca milionária e seu cachorrinho

Na mansão dos Flores Galvão quem manda mesmo é a pequena Emily,  cachorrinha da matriarca dona Leonor (Nicete Bruno), tratada por ela com todas as regalias. Boa observadora da alma humana, esta milionária diverte-se com a ambição dos enteados, que conseguiu reunir à sua volta depois que espalhou estar mal de saúde e sem perspectiva de muito mais tempo de vida.

É bem verdade que Carlos (Dalton Vight) sempre esteve ali, ajudando-a a dirigir a empresa da família. Mas as enteadas, Ada (Natália do Valle) e Rachel (Ana Beatriz Nogueira), nada fizeram a não ser gastar dinheiro com viagens e mesadas, assim como as mulheres do empresário.

Carlos casou-se primeiro com Yolanda (Cristiana Oliveira) com quem teve Caíque (Duda Nagle), e depois com Amanda (Lisandra Souto), mãe de sua filha Carol (Camila Freitas). Hoje, precisa administrar constantemente as desavenças da esposa com a ex e com as irmãs.

No entanto, nem só de conflitos vivem os Flores Galvão. Dona Leonor conta com a cumplicidade do fiel mordomo Thompson (Odilon Wagner), tipo nostálgico do passado, que preza pelas tradições, e da arrumadeira Salete (Flávia Guedes).

A matriarca também possui um coração generoso, que a faz mandar regularmente uma boa quantia em dinheiro para a amiga de longa data Isaurinha (Nívea Maria), uma ex-rica cujo marido, Arturo (Stenio Garcia), perdeu tudo em apostas e manobras arriscadas na bolsa de valores. Mesmo não tendo nem como pagar o condomínio do apartamento onde vivem, os dois não se conformam em levar uma vida mais simples e tentam a qualquer custo manter as aparências.

Celso (Caco Ciocler), filho do casal, também não apresenta o menor senso de realidade. Como o pai, está sempre pensando na próxima grande aplicação. Recusa-se a procurar um emprego estável por não conseguir nem imaginar ser funcionário de alguém.

Machista, controla a mulher, Antônia (Leticia Spiller), uma linda ex-modelo que quer voltar a trabalhar e para isso está disposta a procurar a amiga Lívia (Cláudia Raia), que no passado a descobriu e lançou como modelo. A aproximação tão ingênua com a vilã há de trazer graves consequências na vida de Antonia e de sua família.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 27.916 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: