‘Rei Davi': Resumo dos Capítulos de 5 a 9 de Novembro


Segunda-feira, 05 a Sexta-feira, 09 de novembro -Ainoã interrompe para anunciar o nascimento de Mefibosete e a morte de Selima. Saul fica pesaroso, mas se recusa a falar com Jonatas. O soldado chega ao cortejo de Selima, sujo e aos trapos, chorando desolado. Ainoã conforta o filho. Itai recebe Davi e seus homens, que temem represária do povo de Ziclague. Davi agradece a Deus pelo abrigo e Itai fica curioso com a relação dele e sua fé. Tirsa vai pegar mais cobertas para aquecer o bebê e Jonatas a expulsa da tenda, porque não quer ver o filho. Tirsa sai com Mefibosete. Jonatas fica amargurado, consumido de dor e revolta. Merabe e Mical se encantam com a criança e Ainoã o leva para conhecer Saul, que também fica encantado.

O rei pergunta quando Rispa lhe dará herdeiros e Ainoã aproveita para contar que será difícil saber qual seria o pai, uma vez que ela o trai com Abner. Para o alívio de Rispa, Saul não acredita. Ainoã sai furiosa. Allat prepara poções para curar Doegue, que se revolta e diz que não tem mais esperanças. Pede que ela lhe dê um veneno. Ela nega e Doegue tenta cravar um punhal no próprio peito. Allat consegue evitar. Abner dá as ordens de Saul a seus homens. Davi conta a Itai que venceu Golias graças a Deus. O ferreiro fica impressionado com sua fé. Sem perceber, Bate-Seba fala com muita admiração sobre Davi e sua mãe a repreende. Ainoã manda Ziba fazer com que Saul veja Rispa e Abner juntos.

Paltiel encontra Allat por acaso. O soldado diz que poderia matá-la, mas não irá. Paltiel quer que ela lhe faça um favor. Abner diz para Eliã que deixou o exército de Saul. Adriel estranha, mas disfarça. Urias diz sem querer que Davi está em Ziclague. Eliã olha sério e ele entende que falou demais. O general dá a noticia para Saul. Rispa chega trazendo vinho e se assusta ao ver Abner. O rei aproveita para agarrar sua concubina e conta o que Ainoã disse para testá-lo. Abner engole seco e desmente. Allat dá um perfume para Paltiel e promete que a mulher amada ficará aos seus pés. Davi e Joabe, que estão acostumados com armas obtidas dos despojos de guerra, ficam impressionados com as espadas produzidas por Itai. Um grupo mal encarado olha para Davi. Ele diz a Joabe que eles têm de conquistar a confiança do povo filisteu.

Ziba se oferece para ajudar Abner a conquistar sua irmã. Mical usa o perfume e delira achando que Paltiel é Davi. Ela começa a acariciá-lo e quando ele percebe a confusão, grita inconformado. Mical desperta, assustada. Ziba convence Rispa de que Abner está disposto a deixar o exército para ficar com ela. Ela confirma um encontro com o comandante. Assim que sai, Ainoã chega e presenteia Ziba com objetos valiosos. Mefibosete chora e Jonatas fica sem saber o que fazer. Ele decide chamar Tirsa. Ainoã diz a Saul que Davi está no acampamento. Davi dorme e sonha com um homem encapuzado entrando em sua tenda para matá-lo. Ele faz barulho e Davi acorda. Eles lutam e o homem crava sua faca no peito de Davi, que agoniza e morre.

 

Joabe entra na tenda com a espada em punho. Davi acorda e conta o pesadelo ao amigo, que entende sua preocupação. Mical fica furiosa com Paltiel achando que ele estava se aproveitando e o expulsa da tenda. Rispa e Abner se beijam. O soldado vê Saul e sai correndo. O rei não os vê e ao chegar pergunta a Rispa onde está Davi. Mefibosete chora muito e, no impulso, Jonatas pega o bebê no colo pela primeira vez. Mefibosete para de chorar no mesmo instante. Toda a sua irritação vai embora quando a criança sorri para ele. Ele abraça o filho com amor e começa a chorar. Tirsa assiste à cena e sai sem ser vista, emocionada.

Eliã encontra Davi e se oferece para entrar em seu exército. Rispa escuta seu irmão tramando com Aionã e fica revoltada. Eles discutem e trocam tapas. Saul se emociona ao ver Jonatas brincando com seu filho, que já tem 5 anos. Jonatas pede perdão a Saul por tê-lo feito sofrer. Seu pai diz que ele é quem precisa ser perdoado. Mefibosete vai brincar com outras crianças e Saul diz que já está na hora de seu neto aprender a lutar, pois um dia será rei de Israel. Jonatas compartilha esse pensamento e sai, antes de iniciar uma nova discussão.

Merabe já é mãe. Ela amamenta seu filho e pergunta a Mical quando ela dará um herdeiro a Paltiel. Ela diz que seu filho será de Davi. Tirsa vê Ziba com uma mulher e fica chateada. Davi é recebido por Aquis, que, com o passar do tempo, já o trata como amigo. Ziclague cresce com a presença dos hebreus. Alguns soldados se casam com filisteias. Abner diz a Saul que apesar de estar ao lado dos filisteus, Davi continua amado pelo seu povo pois só batalha com inimigos comuns aos hebreus. Aquis diz que está na hora do reinado de Saul acabar e pede que Davi o mate. O hebreu fica chocado, pois, apesar de tudo, ainda tem muito apreço por Saul.

Davi e Joabe estão apreensivos, mas disfarçam e aceitam ir à guerra contra Saul. Ainoã manda Abner treinar Esbaal, pois pretende torná-lo rei. Davi pede que Joabe vá ao acampamento de Saul e avise Jonatas sobre o ataque filisteu. Abiatar conversa com Itai sobre como sua fé mudou depois de quase morrer no deserto e ter a visão da Arca da Aliança. Aquis conta a história de quando os filisteus roubaram a Arca e o povo teve tumores horríveis. Joabe observa a movimentação do acampamento de Saul e quase é visto por Adriel. Abner treina Esbaal com muita dificuldade. Ele duvida de suas próprias habilidades e não acredita que um dia possa chegar a ser rei. Jonatas brinca com Mefibosete que se afasta e acaba se aproximando de Joabe. Ele pede que o menino dê um recado ao pai. Doegue morre e Allat o enterra. Jonatas deixa seu filho com Tirsa e vai falar com Joabe. Mical faz um ritual pagão para Ishtar trazer Davi de volta. Joabe conta os planos de Davi para Jonatas e logo que se despedem, Abner aparece com a espada em punho. Eles lutam, mas Jonatas derruba Abner para Joabe fugir. Itai fala sobre as vantagens do exército filisteu sobre o hebreu e Davi o escuta, apreensivo. Abner diz que se o exército filisteu for tão grande como Joabe disse, os hebreus serão massacrados. Eliã e Urias se despedem de suas esposas. Bate-Seba quer ajudar a cuidar dos feridos e alimentar os homens. Seu pai, Eliã, não permite. Saul, Abner e Jonatas olham apavorados os milhares de soldados filisteus.

 

Saul dorme e tem um sono agitado. Rispa vela seu sono. Ele murmura e se revira até que acorda gritando, angustiado. Ziba diz a Rispa que vai fugir e a aconselha fazer o mesmo. Saul se revolta quando um sacerdote diz que Deus não tem nenhuma mensagem para ele. Davi diz a Joabe que teve a sensação de estar sendo vigiado. O sacerdote consulta Urim e Tumim, artefatos sagrados parecidos com pedras pelas quais Deus se comunica. Ele não obtém resposta e Saul fica ainda mais preocupado. O rei então resolve consultar uma feiticeira e Paltiel diz saber onde encontrar uma.

Saul se disfarça de mendigo para que ninguém perceba onde está indo. O rei diz a Jonatas que pretende falar com Deus evocando o espírito de Samuel. Ele se recusa acompanhar o pai. Ainoã insiste com Esbaal, tentando convencê-lo a se tornar o novo rei de Israel, posto que ele não tem interesse em ocupar. Ainoã vê Ziba saindo com sacolas e o detém. O servo diz que está se prevenindo, pois não crê que Saul vença a guerra. Ziba explica o que o rei pretende fazer para falar com Deus. Adriel agride violentamente Merabe por um motivo fútil.

Saul, Abner e Paltiel caminham à procura de Allat. Joabe e outros soldados se despedem de suas esposas em Ziclague e partem para se juntar ao exército filisteu. Saul acha Allat e finge ser pobre. Ela não percebe que é o rei. Ele pede que a feiticeira traga Samuel. Jonatas divide com Ainoã a preocupação com os atos de seu pai. Ela diz que é um grande erro ir contra as leis de Deus e Jonatas diz ser tarde demais. Abiatar caminha pela cidade que, de repente, é invadida por amalequitas. Jonatas pede que Tirsa cuide de Mefibosete caso algo aconteça com ele na batalha. Os amalequitas destroem a cidade e Itai luta contra eles. Ele e as esposas de Davi conseguem se salvar. A esposa de Joabe é levada por um dos soldados junto com outras mulheres.

Allat reconhece Saul e ele diz que não fará mal a ela. Surge o espírito de Samuel. Somente Saul consegue ver o profeta, que pergunta por que foi trazido ao mundo dos vivos. Samuel diz a Saul que tudo o que está acontecendo é culpa dos seus atos de desobediência e não há nada que ele possa fazer para mudar seu destino. Mical fica revoltada ao ver que a irmã foi espancada novamente. Samuel diz que Deus entregará Saul e Israel às mãos dos filisteus. Abner e Paltiel despertam Saul de uma espécie de transe e tentam alimentá-lo. Saul perde suas esperanças em vencer a batalha.

Mical confronta Adriel, que a humilha. Ele promete se vingar. Saul ignora Allat e vai embora. Mical procura Ziba e pede que ele arrume alguns homens para dar uma surra em Adriel. Allat deixa a caverna que se escondia. Homens encurralam Adriel e lhe dão uma surra. Mical observa o cunhado. Saul diz a Jonatas não há esperança para a batalha. Jonatas então diz que morrerá ao seu lado. Laís diz para sua filha, Bate-Seba, que já percebeu a forma com que ela fala de Davi. Bate-Seba admite seus sentimentos. Diz que casou obrigada e que se tivesse escolha preferia estar casada com Davi. Ela sai e Laís vai atrás dela, inconformada. Os príncipes tentam convencer Aquis que Davi os trairá.

 

Abner não tem absoluta certeza da aparição Samuel, pois somente o rei o vê. O comandante diz a Saul que ele pode ter sido dopado pela feiticeira. Merabe chora ao saber que Adriel apanhou e briga com Mical, que encomendou a surra. Jonatas se despede do filho. Ele não contém a emoção pois tem quase certeza de que esta será sua última batalha. Esbaal quer ir à guerra, mas Ainoã pede a Saul que não permita. O rei assim o faz pensando em garantir a continuidade de sua família. Ainoã pergunta o que a feiticeira disse e Saul se surpreende. Ele se irrita por ela estar sabendo. Abner vai dar um último adeus a Rispa. Ele afirma não ter certeza de que voltará da batalha. Ela fica abalada. Não resiste ao beijo e diz que também o ama.

Aquis se recusa acreditar que Davi o trairá na batalha. O rei filisteu conversa com Davi, que finge não entender o receio dos príncipes. Aquis não pode ir contra a vontade dos príncipes e dispensa Davi. Saul e seus soldados se despedem quando Jonatas chega e diz que não vai deixar seu pai sozinho no campo de batalha. Saul tenta impedir, mas percebe que não conseguirá. Jonatas se coloca ao lado do pai. Saul fica feliz com sua companhia. Eles montam seus cavalos e o exército parte. Davi conta aos seus companheiros que Aquis o dispensou, mas seu plano de ajudar o exército de Saul permanece. Nesta hora entra Itai, todo machucado. Ele conta sobre o ataque dos amalequitas a Ziclague.

Davi chega com Urias, Aitofel, Eliã, Itai e seus soldados à cidade que está completamente destruída. Umhomem velho diz que a culpa é toda de Davi e alguns filisteus sobreviventes começam a se aproximar com raiva. Sob pedras atiradas por eles, Davi, que pede para Joabe chamar Abiatar e foge a cavalo. Soldados filisteus e hebreus estão alinhados, prontos para a batalha. Davi diz a Abiatar que está preocupado com Saul e Jonatas. Ele pede que o sacerdote consulte Deus para dizer se ele deve perseguir os amalequitas que atacaram Ziclague. Deus se manifesta pelas pedras Urim e Tumin. Ele quer que Davi vá atrás dos amalequitas. Davi convoca seu exército para caçá-los. Urias e Eliã correm para alcançar Davi. Aitofel traz um egípcio ferido e diz a Davi que ele revelará a localização os amalequitas. Saul e seus homens estão temerosos enquanto Aquis e os príncipes estão certos da vitória. O egípcio reconhece Davi como o homem que matou Golias. Davi o alimenta e deixa claro que não irá matá-lo, mesmo sabendo que ele atacou Ziclague.

A batalha de hebreus e filisteus começa. O egípcio mostra o acampamento para Davi, que mantém sua palavra e o deixa fugir. Bate-Seba demonstra preocupação com Davi e Laís não gosta. Abiatar diz a Itai que Deus lhe pediu em um sonho que fizesse um colar com o pingente com as letras do nome de Davi em ouro. Davi ataca o acampamento, mas em meio à batalha, ele seus homens ficam cercados. Começa a relampejar, como seu um temporal fosse cair. Tirsa se prepara para fugir com Mefibosete. Davi e os homens voltam a atacar, mas ele é golpeado e cai no chão. Um amalequita se prepara para cravar sua espada no peito de Davi.

 

Davi desvia do golpe. Merabe diz a Adriel que não está feliz de vê-lo ferido, mesmo ele tendo virado um monstro depois do casamento. Adriel se sente culpado mas não a deixa perceber. Davi e os outros conseguem derrotar os amalequitas e resgatam suas mulheres. Jonatas perde sua arma lutando e tem o fio de uma espada prestes a cortar sua garganta. Saul vê e vai tentar salvar o filho, mas não consegue. Jonatas é morto.

Davi volta com seus soldados e tem uma sensação ruim. Saul segura seu filho sem vida e chora muito. Ele olha para o céu, diz a Deus que o trono de Israel está livre e se mata. Uma forte ventania começa no campo de batalha. O mesmo vento chega a Davi, que entende o que aconteceu. Instantes depois o céu se abre. Itai forja um pingente com as letras do nome de Davi, formando a estrela. Abner e Paltiel estão mais afastados e dão a guerra como perdida. Aquis e os príncipes se dirigem ao acampamento de Saul.

Davi é aclamado pelo povo ao retornar com as riquezas e prisioneiros. Ele e Bate-Seba trocam olhares à distância. Eliã vai até Laís e a distrai. Davi deixa seus homens e sai à procura de Bate-Seba. Ninguém percebe. Os dois conversam e se olham intensamente quando Urias chega, mas não percebe o clima. Davi descobre que Bate-Seba é esposa de Urias e fica arrasado. Abner dá a notícia sobre a morte de Saul e Jonatas. Ele avisa que os filisteus estão a caminho do acampamento. O comandante vai à procura de Rispa e Paltiel tenta achar Mical. Ainoã procura o ouro de Saul, mas não encontra. Ziba aparece, diz que o ouro de Saul agora é seu e mata Ainoã.

Filisteus atacam o acampamento e Abner tenta tirar Rispa de lá o mais rápido possível. Soldados invadem a tenda de Merabe. Eles a prendem e matam Adriel. Tirsa corre com Mefibosete, que está exausto e não aguenta seguir. Ela o pega no colo quando Ziba passa a cavalo e diz para ela deixar o menino para trás. Tirsa diz que não fará isso e seu irmão vai embora. Davi gosta muito do símbolo criado por Itai. Ele manda Joabe distribuir os despojos da batalha com os amalequitas entre todos os homens, inclusive os que não lutaram. Davi procura saber notícias de Saul e Jonatas. Com o filho de Jonatas no colo, Tirsa foge de um filisteu.

Ela tropeça e derruba a criança. O cavalo passa em cima das pernas de Mefibosete, que grita de dor. Eles se escondem antes que o soldado volte, fazendo de tudo para não serem ouvidos. O menino chora e desmaia de tanta dor. O soldado volta ao acampamento. Aitofel entrega a Davi a coroa e o bracelete de Saul. Ele conta que Jonatas e o rei estão mortos. Davi ordena que todos saiam de sua tenda. Ele cai de joelhos e chora. Ziba é roubado por egípcio e perde toda a riqueza que roubou. Aquis comemora a vitória sobre os hebreus com seus príncipes. Abner diz ao povo de Gibeá que Saul está morto por causa de Davi.

Mical é a única que não apoia Abner. Ele diz que Esbaal deve ser o novo rei, mas o povo não se manifesta. Tirsa está sozinha com Mefibosete desacordado, sem água e comida. Ela pede a ajuda de Deus e chora desesperada. Davi deixa Ziclague com seus homens sem se despedir de Aquis. Abner apresenta Judite, uma bela moça, a Rispa como sua esposa. Ela sai desconcertada e Abner parece não ligar.

Mical diz a Paltiel que nunca será dele. Abner diz a Rispa que seu casamento com Judite é uma aliança política. Rispa não acredita nele. Aquis se sente humilhado e traído ao saber que Davi deixou Ziclague sem avisá-lo. Abner discursa para a população defendendo que Esbaal assuma o trono. Davi chega e chama a atenção de todos. Aitofel afirma que Davi é o ungido de Deus e, por isso, deve ser o novo rei de Israel.

 

Divulgação Record

Sobre Gustavo Vidal

Sim Um Blog de TV

Publicado em 5 de novembro de 2012, em Novelas, Record, Resumo de Novelas. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 27.889 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: